sábado, 4 de março de 2017

NICARÁGUA: IGREJA EVANGÉLICA QUEIMA VIVA UMA MULHER PARA CURÁ-LA DE "POSSESSÃO"


A igreja Visão Celestial das Assembleias de Deus praticou um ato bárbaro em nome de Deus: Queimou uma mulher para expelir um espírito maligno que supostamente a possuía.

Vilma Trujillo tomava remédios e já tinha sido acusada pelos próprios irmãos da comunidade de atacar pessoas com um facão. Pelas coisas estranhas que a mulher fazia, um indivíduo disse ter tido uma revelação dizendo para libertá-la da possessão lançando-a no fogo; ela foi levada ao hospital, mas morreu uma semana depois.

A mulher de 25 anos teve 80% do corpo queimado. O pastor e a diaconisa da igreja, que provavelmente lideraram essa barbárie doentia já estão presos.

Para ver que se trata de um delírio coletivo, ao ser questionado sobre o problema da esposa, seu marido disse que não estava possessa por demônios, mas sim "vítima de bruxaria" (aí não ajudou muito).

A religiosidade é um problema patológico para muita gente, não é incomum ver coisas como essas na América Latina. No Paraguai, uma mulher foi queimada viva por ser acusada de bruxaria, este é o link do vídeo: Mulher acusada de bruxaria é queimada viva.

Na Guatemala também teve outro caso de mulher sendo queimada viva por bruxaria: https://observatorio-da-fe.blogspot.com.br/2015/05/guatemala-mulher-e-acusada-de-bruxaria.html

A religiosidade não só é a arte de complicar o que era simples, mas também é um "adoecedor" de mentes frágeis. Normalmente essas pessoas, são gente simples, fora dos grandes centros; de repente nem eram assim antes de serem evangélicos, aí vem uma igreja onde pensa mais no diabo do que em Deus, onde a vida cristã é um perigo constante de ser abocanhado por Satanás, acaba nisso, num verdadeiro hospício! 


Fontes: LA OPINION, G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário