sexta-feira, 29 de abril de 2016

A NEGLIGÊNCIA DE SEMPRE COM AS CRISTÃS PAQUISTANESAS


Num país onde único esforço  do governo é para permanência do status quo, nada avalia melhor a desvalorização das mulheres cristãs expressados pelos jovens muçulmanos que mataram a jovem Kiran (foto) dizendo "O único valor que as cristãs têm são darem prazer aos homens muçulmanos".

Os cristãos são marginalizados e negligenciados no Paquistão, sendo mulher a situação piora de vez; pois além de pertencer a uma religião minoritária e estigmatizada pertence a uma classe deveras oprimida e sem resguardo algum da sociedade paquistanesa. Cerca de 700 mulheres cristãs são sequestradas, estupradas ou forçadas a casarem nos moldes islâmicos por ano - 02 por dia.

O caso dessa jovem de 17 anos se deu em Lahore, quando ela e mais duas amigas voltavam do trabalho. Alguns jovens de carro, bêbados, mexeram com elas de modo que a situação ficou tensa a ponto de atropelarem elas. Os jovens pertencem a elite de Lahore, isso favoreceu o suborno aos policiais para não dar cabo à justiça e prender os jovens.

A polícia é corrupta, muitas autoridades são corruptas, até a religião dominante está corrupta no Paquistão. Antes os perigos e crimes contra os cristãos ficavam nos limites de Faisalabad a Baluchistão, mas agora chegou a Lahore, cidade onde está, segundo os católicos, uma relíquia cristã - a cruz de São Tomé .

Há quem diga que muitos desses crimes e convulsão anticristã são fomentados por imãs (líder espiritual islâmico) que dizem haver recompensas no paraíso muçulmano para quem perseguir e agredir mulheres cristãs.

Fonte: PG

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário