domingo, 14 de fevereiro de 2016

UGANDA: PRESO O LÍDER MUÇULMANO CONHECIDO COMO ''MALÁRIA DO CRISTIANISMO''


Em Uganda está havendo uma onda de assassinatos a cristãos novos convertidos que vieram do Islã. Desde esfaqueamento, estupro, chacina de famílias e até envenenamento em pessoas que deixam a fé islâmica.

Em uma delas teve a participação do Iman Hussein Kamulali, conhecido como "Malária do Cristianismo" que não estava contente com um vizinho cristão - quanto mais um ex-muçulmano - e o ameaçou dizendo que "Allah enviará o anjo da morte para visitá-lo"; quatro dias depois Laurence Maiso estava morto em sua própria casa.


Laurence pertencia a Igreja Naboa de Uganda e vivia em uma área de maioria muçulmana; seus vizinhos o pressionavam constantemente para abraçar a fé do Islã.

A população de Uganda é composta de 84% de cristãos (bem dividido entre católicos e protestantes) e apenas 13% de muçulmanos.


EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS  

Nenhum comentário:

Postar um comentário