quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

UM 2016 COM POUCO MAIS DE ''OXIGÊNIO'' NA ALMA


Não há como negar que vivemos em tempos de insanidade, histeria, loucuras e confusão. Os tempos e forças dessa época estão, aos poucos, engolindo nossa tranquilidade e paciência de viver a tão cultuada felicidade.

É desespero pela sobrevivência, pela prosperidade, pelo amor pela redenção de tal modo que nossas angústias começam a fazer parte do caráter atrofiando nossos mais meros e singelos sentimentos elevados de pacificação.

O ano de 2015 não foi como muitos esperavam, há prognósticos de que 2016 não seja. Uns desejam a melhora para que seus corações sejam apaziguados, outros desejam o pior segundo suas concepções ideológicas para favorecerem uma potencialidade de mudança - complicado saber a condição, situação e mentalidade de pessoa.

Seja a beira de colapsos, de catástrofes, de tragédias o ser humano conseguiu se adaptar ou encarar e sobrepor com louvor. Que em 2016 não seja diferente! Independente do que está nos esperando, a importância de encarar com coragem as aflições que nos sobrevêm é primordial para sua resistência e crescimento - até porque existe uma antiga advertência que ela viria sobre todos.

Nem otimista nem pessimista! a realidade e as possibilidades estão regados a grosso modo de ambas inclinações. Viver na fronteira entre as realizações humanas em tempos de crise e o fatalismo de que tudo é a vontade de Deus - entregando tudo de mão beijada àquele que "tudo pode, e que nenhum de seus planos podem ser frustrados." (Jó 42:2)

Aos que passarem por aqui e lerem esse texto, dou os meus votos de Feliz 2016 com o pé no chão, as mãos ao alto e fé no coração!


EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

NIGÉRIA: FAMÍLIAS CATÓLICAS E EVANGÉLICAS SÃO ABATIDOS POR PISTOLEIROS


Na Nigéria há uma incorporação de algumas tribos com as religiões mundiais como no caso da tribo Fulani, caracterizado pelos pastores de gado. No todo os problemas étnicos e tribais são os mesmos, com a simples diferença é que agora está sob a chancela das mega religiões globais.

Em uma aldeia cristã perto de Jos, os fulanis mataram 15 cristãos incluindo duas crianças pequenas. A mãe das crianças resistiu para salvar as filhas, mas em vão; todos foram assassinado pelos criminosos.

Não se sabe o motivo dos ataques. Porém há se entender que não é preciso motivos aparentes para atacarem pessoas inocentes, quanto mais se tratando em lugares onde não há visibilidade midiática como em Paris por exemplo...

Eis alguns nomes das vítimas:

  • Kaneng Nyen Gbari, 46 anos
  • Dorcas Timóteo e Rose Timóteo (filhos de Kaneng)
  • Anna Mateus, 5 anos
  • Mateus, 3 anos
Não há distinção para esses bárbaros para sexo e idade, não há valor a vida. As duas famílias pertenciam as Igreja Católica e Assembleia de Deus.


Fonte: SHOEBAT

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

sábado, 19 de dezembro de 2015

COREIA DO NORTE: PRISÃO PERPÉTUA A PASTOR CANADENSE


Esse protótipo da Besta apocalíptica tem um vasto histórico de execuções sumárias em cristãos, alguns podem ser encontrados nesse blog. É um governo movido pela histeria e pela neurose de golpes iminentes (semelhante ao PT no Brasil) mas, de forma mais agressiva e intolerante.

A vítima dessa vez é o pastor canadense Hyeun-soo Lim que já acostumava entrar e sair sem problemas (mas continuamente vigiado) para as obras humanitárias em creches, asilos e famintos. Mas os agentes secretos disfarçados pediram pra ele voltar, então o prenderam, interrogaram (com possíveis torturas) e agora foi sentenciado a prisão perpétua por "tentar criar um Estado religioso e derrubar o regime atual". 

Também esse pastor presbiteriano é acusado de subsidiar grupos cristãos clandestinos (o que já é crime na Coreia), de ter patrocinado as construções das igrejas subterrâneas - onde 33 cristãos foram executados - e de ser espião da Coreia do Sul e EUA.

Para a ditadura nortecoreana os cristãos sempre estarão à serviço do capitalismo e das potências ocidentais e por isso deixam seu próprio povo na miséria e fome extrema. Para se ter um mínimo de dignidade nesse país somente sendo soldado do regime (e de boca calada).

Casos recentes de atuações contra cristãos:


  • John Short, australiano de 75 anos foi detido na Coreia por deixar panfletos cristãos, mas liberado duas semanas depois de se desculpar.
  • Kenneth Bae, coreano-americano condenado a 15 anos de trabalhos forçados por transportar materiais de propaganda de conspiração contra o governo.
  • Kim Jong-Wook, sul coreano que foi atraída por agentes secretos em 2013 e imediatamente preso. Foi condenado a prisão perpétuo por tentativa de derrubar o regime.
  • Robert Park foi torturado por 43 dias por ter cruzado a fronteira e protestado contra os crimes contra a humanidade prático pelo "governo" da Coreia do Norte.
  • Antigos prisioneiros nos campos de concentração dizem que algumas pessoas que não conseguem mais trabalhar, de tão fracas por não darem comida suficiente, são amarradas e jogadas num grande forno -  ainda vivos! 
Fonte: WWM


EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

UM ''ESTADO CRISTÃO'' NO CELEIRO DA JIHAD EUROPEIA


A Bélgica, desde o início da "era do terror", sempre foi um abrigo de culturas terroristas. Lá que apareceu a primeira mulher-bomba ocidental, lá é a ponte de muitos terroristas pra atuar na França e outros países.

Quase não se ouve ataques terroristas em grande escala nesse país, mas é de lá que saem os mentores, os aprendizes do terror, a recrutação jihadista (até com brasileiros) e os planos de ação. É na Bélgica onde se encontra o maior número per capita de extremistas religiosos do bloco europeu.

Mesmo sendo o islã apenas quase 5% da população local, já se ouviu que há mais de 1000 jihadistas desde aqueles que vão e retornam da Síria, das crianças sendo catequizadas e de imigrantes. A segurança na Bélgica é um caso sério! 

Porém, parece ser aparentemente razoável o surgimento de forças populares de oposição já que o povo está insatisfeito com o desgoverno nesses casos. É compreensível o entendimento que "situações extremas pedem medidas extremas", mais ainda vendo um ocidente politicamente correto cuja a preocupação está mais em lutar contra a islamofobia enquanto seus cidadãos são massacrados em nome de Alá.

Nisto surge o "Estado Cristão". Até agora indefinível, até agora sem rosto, sem bandeira; apenas com cartas ameaçadoras às algumas mesquitas locais! É nesse ponto que é bom observar.

Segundo as notícias, a carta não ameaça somente os grupos radicais ou as vertentes mais austeras do islamismo, mas todos! Sejam mesquitas, sejam negócios, homens, mulheres, crianças e ainda - segundo o noticiário - intentam abatê-los e crucificaram como o Senhor Jesus! Além do mais, a carta apresenta traços de desequilíbrio mental do autor da carta (se for assim então não há o que se preocupar).

Sendo ou não legítima ameaça, é necessário haver moderação nessas questões. É necessário combater o mal com rigor? sim! mas não em grupelhos histéricos; é necessário controlar fortemente a imigração pra identificação de infiltrações terroristas? sim! Mas também é necessário não colocar inocentes no pacote. Há imigrantes que já moram faz décadas na Bélgica vindo de vários países, e nem todos concordam com o extremismo.

Mesmo sabendo que é em nome de Alá que o ISIS está cometendo genocídio, mas nem todos do Islã são ISIS tanto que eles também executam muçulmanos... Assim com nem todos os cristãos são "Exército do Senhor" do guerrilheiro Kony na Uganda e nem esse suposto "Estado Cristão". Por isso, assim como muitos dizem que o Estado Islâmico não representa o Islã, então que se diga que esse fermento de Estado Cristão não representa o que Jesus ensinou e viveu.

Deus não precisa de Estado, nem resistência que o represente! Um Deus que necessite de proteção pode ser tudo, menos Deus. Também, além da possibilidade de ser desinformação por parte do lobby islâmico (o que não duvido, se espera de tudo), também há possibilidade de ser mera organizações criminosas que se aproveitam do manto religioso para dar aparências de luta social aos seus crimes. Não é assim com os "traficantes evangélicos" que fazem ungir suas armas, que oram o Pai Nosso antes de atirar na polícia e que estão expulsando os espíritas e candomblezeiros dos morros no Rio de Janeiro?

Fonte: RT
Fonte: GL
Fonte: CT


EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

REBELDES SÍRIOS NÃO PAGANDO COM A MESMA MOEDA, PELO MENOS É O QUE PARECE!


É compreensível, depois tantas execuções com requintes de barbáries, ficar indignado com o crescimento do Estado Islâmico a ponto de desejarmos a morte deles. Desejamos um ataque mais maciço da coalizão internacional e por tabela um outro mais brutal como o da força russa.

Mas um grupo rebelde sírio deu um salto em todos os paradigmas e fugiu da lei de causa e efeito nas concepções generalizadas. Eles poupam os membros presos que pertenciam ao Estado Islâmico e faz um clérigo explicar minuciosamente que é quem em toda essa guerra.


De fato essa atitude é inusitado aos nossos olhos. Entendemos, mais ainda os cristãos, o quão é necessário haver misericórdia e compaixão - não foi Jesus mesmo que ensinou o perdão ilimitado?
Mas também sabemos que não se combate o terrorismo e genocídio com flores, haja vista, a espada ser justiça de Deus para os malfeitores. Há milhares de extremistas do ISIS espalhado no mundo, não dá para catequizar todos e fazerem mudarem de mentalidade.

Muitas vezes situações extremas pedem medidas extremas, senão muitos inocentes morrem. Mas também que haja moderação em casos e casos. Dá pra tratar a pão de ló pessoas que tem por "vocação" decapitar infiéis?

A ação parece ser louvável devido a clemência, mas uma certa; se o ISIS chegarem eles não terão o mesmo tratamento e mais pessoas inocentes irão morrer!

Também tem que se avaliar que nem tudo que é filmado pode ser real, nem tudo divulgado nos jornais é situação concreta em si mesmo. Tudo isso pode ser faixada para fins políticos; para os rebeldes receberem mais subsídios ocidental, para escaparem do status de "desumanos" depois que colocaram os alauítas na gaiola para se protegerem dos ataques aéreos russos e assim vai. Muitas coisas que chegam até nós nesses fenômenos históricos nunca vêm com agenda aberta.

Como disse Ésquilo: "Em uma guerra, a primeira vítima é a verdade".

Link do vídeo: YHN

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS