quarta-feira, 4 de novembro de 2015

TALIBÃ APEDREJA MULHER NO AFEGANISTÃO


As feministas em São Paulo picharam a frente da Catedral da Sé com símbolos do movimento e palavras de ordem contra a instituição religiosa. Em Ghor, Afeganistão uma mulher é apedrejada pelo grupo Talibã por motivo de adultério - compare o Brasil e o Afeganistão...

O país está em frangalhos e em constante ameaças de mais invasões das células terroristas a ponto de ainda haver a aplicação dessa horrenda lei da Sharia: o apedrejamento. 

Pelo que se vê, era mais que necessário a presença a continuidade da presença dos militares norteamericanos nesse país; tiram eles e voltam os terroristas! E quem sofre? Cidadãos de bem, minorias étnicas e religiosas além das mulheres.

Não seria as instalações do Talibã que mereciam ser "pichado" por essas ativistas? Será que o movimento fez alguma nota de repúdio ou algum protesto por esse caso específico?

A execução foi gravada, o vídeo está no link abaixo.

Fonte: GLOBO

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

Um comentário:

  1. Não há comparação possível, Ezequiel!
    Conheço alguns países árabes, e é sempre assim que sucede. Como querem que as mulheres fiquem amedrontadas, este apedrejamento, é público, portanto à vista de quem quiser assistir.
    Evidente que é mentira, essa de homem casado ser apedrejado se mantiver relação sexual extra conjugal. Se assim fosse, 95% deles seriam vítimas dessa "técnica".
    Eu vejo adolescentes lá, falo do Egito e de Marrocos, jovens de 17/18 anos, esfaimados por mulher. Se nota tão bem no olhar! Metem, de imediato conversa, como é natural, tentando conseguir alguma coisa.

    Estou de acordo com você. A presença de tropas americanas ou outras é muito necessária nessas zonas de obscurantismo.

    Eles dizem k a mulher não pode ser como os cachorros e as gatas k se passeiam e se escapam por todo o lugar. Têm de estar em casa.

    Bom final de semana.

    Abraço.

    ResponderExcluir