domingo, 5 de abril de 2015

PASTOR NO SUDÃO É PRESO E TORTURADO POR RADICAIS MUÇULMANOS


O Sudão do Sul é um país extremamente hostil ao cristianismo, onde seu ditador explicitamente mostra seu intento e ações para fortalecer a cultura árabe-islâmica em detrimento de outras minorias étnicas e religiosas.

Muitos são os casos de injustiças contra os cristãos, leis para desapropriar igrejas, tolher expressões públicas da religião cristã e muito favorecimento aos muçulmanos.

Entre as muitas injustiças esta é mais uma: Um pastor de 37 anos de idade, Adam Harom foi ameaçado por muçulmanos a parar de pregar o evangelho. Apesar de na sua região não ser ilegal a pregação devido ao grande número de cristãos, conseguiram prender e ainda torturá-lo por mais de três meses com a falsa acusação dele ser um espião.

Os cristãos, mesmo em áreas numerosas sempre são recebidos e tratados com truculência por todas as instituições do governo sudanês. É a comunidade de fé em meio a hostilidade anticristã nas ditaduras islâmicas afora.

Além desses, há muitos outros casos de prisões injustas e sem fundamentos de líderes cristãos. Que Deus os ajude a não desfalecer na fé.

Fonte: MORNING STAR NEWS


Um comentário:

  1. meu irmão são vários casos desses que ocorrem em outros países, e sobre as torturas, isso já é demais, pois eles preferem a tortura do que matar logo, porque assim os cristãos não sofreriam tanto, mas com,o você mesmo est´[a cansado de saber o que aconteceu com Cristo primeiro aquelas torturas até na hora de sua morte, e assim eles estão seguindo tudo que foi acontecido só por maldade, zombarias e outras coisas mais.

    ResponderExcluir