domingo, 1 de março de 2015

COLÔMBIA: UM CRISTIANISMO BEM CONTROLADO PELAS FARC


Sempre nas revoluções, onde o alvo máximo é o poder - e a perpetuação do mesmo -, é necessário muito, mais muito controle social. É necessário expurgar opositores de todas as espécies: sejam políticos, líderes sociais, empresariais, religiosos de influência etc. Foi assim na União Soviética, China, Cuba e... Ucrânia então !!!

O enorme problema, semelhante ao da China, é quando tal opositor cresce de forma avassaladora que não deixa meios de fazer tal expurgo ou desmantelamento. Por isso, é necessário diluir as forças desse opositor por meio de alianças e conciliações transformando àquele que era livre e independente em vassalo.

Pois então, o cristianismo como força histórica sempre foi um grande opositor do socialismo (que é por essência materialista ateísta). O cristianismo com suas forças morais, bases teológicas e esperanças transcendentais ofereceu, por mais capenga que esteja, oposição ferrenha ao regime totalitário das esquerdas mundias cuja as liberdades e direitos do indivíduo sempre lhe causaram náuseas.

Está dessa maneira na Colômbia. Há um histórico de agressividade por parte das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) para com os cristãos. Eles não gostam de concorrências quando o assunto é o domínio das mentes e dos corações (teoria marxista clássica  "A religião é o ópio do povo")... aliás, não gostam de concorrência em qualquer coisa.

Essa agressividade por meio de fechamento de igrejas, proibição de bíblias, líderes cristãos impedidos de pregar não foram suficientes para apagar a chama da fé cristã latino americana. Na verdade cresceu até nas fileiras dos combatentes. Então usaram a tática " se não vencemos o inimigo, juntemos a ele"... só que juntar pra eles não significa liberdade e concordância.

Assim como no status quo brasileiro onde todos os meios de controle social é chamado de "democratização", "regulamentação" e todas essas mentiras burocráticas pra impedir o livre pensamento e a livre iniciativa são usados pela FARC quanto aos cristãos em suas áreas.

Os guerrilheiros têm exercido força de Estado onde se encontram instalados. Controlam igrejas, onde são registrados nos seus "conselhos", seus pastores e padres têm que ser do "conselho", suas crianças têm que participar dos treinamentos de guerrilhas mentirosamente chamado de "dias de trabalho comunitário", etc. Além de muita, mas muita burocratização e uma perseguiçãozinha de vez em quando pra não negar as origens.

Há casos relatados (link abaixo) de narcotraficantes da FARC expulsando pastor e sua família promover o cristianismo, três meses atrás 11 pastores foram enviados pelas FARC a aldeias pouco povoadas para diminuir o nível de influência do cristianismo.

Está evidente que é só de faixada as alianças entre os revolucionários e os cristãos. Nada tem de cumplicidade ou "parceiros das causas sociais"; o que tem é controle estratégico para recrutamento - cujo alvo são as crianças. Segundo o ex-agente dos Portas Abertas, os guerrilheiros narcotraficantes socialistas estão recrutando muitos jovens, e a juventude cristã é um alvo muito importante devido ao espírito obediente ante as autoridades.

E não só há esse tipo de crimes contra as liberdades, mas também há relatos da organização PA de perseguições por motivos puramente religiosos como ameaças, extorsões, fechamento forçado de igrejas e proibição de pregações.

O socialismo/comunismo é o mesmo em todo o canto do mundo diferenciando em maior ou menor grau, mas os intentos são os mesmos. Controle e aparelhamento!

Essas são as forças democráticas tão aplaudidos no Brasil e ovacionado pelo PT.


Fonte:  WWM

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

Um comentário:

  1. Muito esclarecedor a sua postagem - tenha um ótimo domingo abençoado por Deus!!

    bjs
    WWW.PAINELPARACONGRESSO.COM

    ResponderExcluir