quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

TRIBUNAL DA SHARIA NO TEXAS: UM ENORME PASSO AO CALIFADO GLOBAL


Um tribunal islâmico usando a lei Sharia no Texas foi confirmado por Breitbart Texas. O tribunal funciona como uma organização sem fins lucrativos, em Dallas. Um dos advogados do tribunal disse que a participação e aceitação das decisões do tribunal são "voluntária".

Foi conversado com um dos "juízes", Dr. Taher El-badawi. Ele disse que o tribunal opera sob a lei Sharia como uma forma de "resolução de litígios não obrigatório." Também disse que sua organização é um "tribunal, não arbitragem". Segundo o dicionário um tribunal é definido como "fórum de justiça". Esses quatros advogados islâmicos chamam a si mesmos "juízes" e não "árbitros''.

El-badawi disse que a lei Sharia de seu tribunal resolverá disputas civis em questões familiares e empresariais assim como trabalhistas. Casos de matrimônios, divórcios e todas as questões conjugais será processado segundo os moldes islâmicos da Sharia e com participação de líderes espirituais do islã.

O site do tribunal islâmico afirma: "Os tribunais dos Estados Unidos da América são caros e são compostos por advogados ineficazes. O descontentamento com o sistema legal leva muitos muçulmanos nos EUA a adiar a justiça terrena e esperar pelo Dia do Juízo."

E prossegue: "É com essa questão que os muçulmanos aqui na América são obrigados a encontrar uma maneira de resolver conflitos e disputas de acordo com os princípios da lei islâmica e sua herança legal de equidade e de justiça de uma forma que é razoável e rentável.

O site explica também a respeito de apedrejamento, corte das mãos e outras penalidades da  lei islâmica que são apenas uma fração da Sharia dentro do Islã. Que é injusto generalizar esse tipo de entendimento, que é Direito Penal, a comprometer toda a lei islâmica, se mantivermos a falar em termos técnicos.

Bom... é assim. Se nos países em que os islâmicos estão instalados não se satisfazem com a justiça local, montam seus tribunais; o que falta então pra dominar o mundo? Haja vista seu sistema não se adequar em nenhum país ocidental? Ou então que tal os cristãos ou ocidentais seculares montar seus tribunais nos países islâmicos? Eles aceitariam tal condição?

Se os ocidentais ficarem complacentes ou aceitarem essas coisas nota-se que não compreendem mais o significado da "liberdade", pois junto a ela também vem "direitos" e "deveres". Se não se deram conta, isso é em solo americano! Se há pretensão na maior potência do mundo, o que dirá num anão mundial como o Brasil - na terra que, onde tudo que se planta, dá?

Esse é só mais um dos mecanismos de ocupação do islã como projeto político mundial. Se aproveitam das democracias, vão solapando aos poucos os sistemas de governos pelo contingente local até descaracterizar ao todo as nações cujos os pilares são judaico-cristão.

Fonte: SHARIA REVELADA

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

3 comentários:

  1. Oi, Ezequiel.
    Que grande exemplo um tribunal funcionando sem fins lucrativos. Um excelente projeto, sem dúvidas.
    Adorei de acordar cedinho e vir em seu blog, ouvir Mozart me inspira profundamente.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista. São 4 ganhadores e você escolhe o livro que deseja ganhar.

    ResponderExcluir
  2. Olá meus amigos, como é maravilhoso encontrar sites com este seu. Parabéns pelo belo trabalho, já estou seguindo.
    Aproveitando a oportunidade gostaria de compartilhar com você nosso
    blog. Ficaremos felizes por vossa visita e mais ainda se seguir-nos.

    AGUARDAMOS SUA VISITA

    Atenciosamente

    Josiel Dias
    http://josiel-dias.blogspot.com
    Rio de Janeiro

    ResponderExcluir
  3. hola te saluda Noemi de Rivera desde mi blog www.creeenjesusyserassalvo.blogspot.com
    puedes poner mi banner en tu blog será una gran bendición para mi.

    ResponderExcluir