segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

RETROSPECTIVA 2014, PERSPECTIVA 2015, OBSERVANDO O MUNDO E OLHANDO PARA O ALTO

(A invasão de Roma)

Pra mim é o que mais espelha a condição do homem de bem em toda terra no ano de 2014 o retrato da "Genzeriha Invasão de Roma". Ele retrata o sumo de todas as quebras de liberdades, dignidades e direitos em todos os setores da vida individual e da sociedade. Este ano vimos um mundo conturbado, confuso e alquebrado frente as várias intempéries de acontecimentos.

Pode parecer um discurso fatalista e catastrofista, porém negar toda a conjuntura dos fatos, sua gravidade daquilo que está se tornando um problema mundial seria um nível médio de alienação pra viver as alegrias anestésicas do fim de um ano parcialmente apocalíptico.

Desde já os meus votos são de alegria, paz e muitas bençãos para os leitores desse artigo; porém não posso esquecer que fui testemunha de um ano cheio de atrocidades de todas as formas aos cristãos no Egito, Síria, Líbano, Paquistão, Coreia do Norte, Iraque, China, Irã, Nigéria, Quênia, Eritreia e em outros países - ficaria um texto enorme para descrever o genocídio que está ocorrendo. Ditaduras islâmicas e socialistas emergindo me meio ao banho de sangue. Além da complacência dos ocidentais e o silêncio dos meios de comunicações diante deste holocausto.

Há também a ameaça do Ebola vindo do continente africano assustando o mundo, o mundo sendo vítima de desinformação propagado para favorecer os terroristas do Hamas que colocavam crianças como escudo humano na Faixa de Gaza para incriminar Israel, a islamização da Europa com a criação das "zonas da Sharia" em alguns lugares deste velho continente, a simpatia pelo terrorismo do governo brasileiro. Ahhh o governo brasileiro!

O país que tinha tudo pra dar certo é o reduto de toda a corja mundial: paraíso dos pedófilos, exemplo de acolhimento de terroristas comunistas, alianças com o narcotráfico e máfias internacionais, submissão a ditadura cubana, os maiores casos de corrupção do mundo, caos na economia, caos na educação, caos na saúde, caos na política além de todas as liberdades estarem sendo tolhidas aso poucos: liberdade de expressão, de religião, de opinião, de imprensa chegando agora na internet! Um governo que tem a satisfação de administrar em nome do partido e não para o povo, que tem o prazer de ter boas relações diplomáticas com ditadores sanguinários e não com os bons exemplos da liberdade de mercado e verdadeira democracia.

Esse é o parâmetro do mundo: tudo o que representa liberdade e paz está ameaçado, seja no Ocidente como no Oriente. O Cristianismo tendo suas liberdades tolhidas em países supostamente democráticos e a espada de Maomé chegando sorrateiramente nas cadeiras dos parlamentos europeus e nos meios culturais americanos além de ganhar a simpatia da esquerda brasileira, ou seja, temos um mundo mais islamizado e comunizado forçadamente - sob as asas da ONU!

Um 2015 pra vigiar e orar
Diante de tanto descaso e desamparo dos governos, dos pseudos direitos humanos e da crescente turbulência que o mundo está entrando; pergunto, como será 2015? 

Estamos em uma etapa na história humana que em cada momento, em cada lugar, em cada acontecimento exigirá uma dependência completa de Deus; a confiança de que o Senhor está na regência de todos os fatos da História ainda que esteja tudo de pernas para o ar. Tudo está convergindo para que os seres humanos clamem a Deus por socorro em todas áreas seja religioso, político ou social.

Não sabemos se já é o apocalipse, sabemos que o fim é apenas iminente. As esperanças escatológicas se tornam aflorados a medida que as ameças chegam em nossas fronteiras. Para um observador mundial, ligado aos acontecimentos e meditador das Escrituras a palavra de ordem é "remir o tempo, porque os dias são maus".

É possível se alegrar nesse fim de ano? Sim, claro! cada um viva o seu quinhão nesta terra. Deus respeita o contexto de cada um. Comemore o ano que passou, se viveu muitas alegrias e deseje tudo bom para os outros; faça festas e curta o máximo desta vida. Mas dê uma pausa para a reflexão e uma oração em solidariedade aos muitos de nossos semelhantes que, em vários lugares do mundo (muitos), não estão na mesma condição que as nossas. Até porque, tudo indica que logo as coisas atravessarão o Atlântico. Há tempo pra todas as coisas!

Muitos podem uma falta de fé e negativismo exagerado. Porém eu digo que muitas pessoas são pegos de surpresa por ignorarem as antigas experiências; seria desejar a procrastinação dos cumprimentos das profecias da consumação dos séculos.

Ser feliz não é negar a realidade vivendo em convulsão intelectual, não injetar doses de um simplismo angelical com se estivesse no paraíso - a felicidade de que tem posse da vida eterna não depende das coisas desta mundo!

Desejo a todos os leitores uma ótima passagem de ano, com muita reflexão, realismo, fé em Deus e seriedade na caminhada cristã. Sabendo que em todas as histórias há momentos bons e ruins sendo o fator determinante a pura consciência de que Deus estará conosco. Que o Senhor nos conceda sabedoria e graça para vivermos em 2015 e passarmos diante das multidões de acontecimentos que virão e estarmos de pé diante do Filho do Homem!

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

QUATRO MUÇULMANOS ESTUPRAM DUAS CRISTÃS NO PAQUISTÃO



Em tempos da ideia de "caça aos estupradores" no Brasil - ou melhor dizer, tendenciosa perseguição contra Bolsonaro - pelos comunistas brasileiros muitos estupros verdadeiros acontecem mundo a fora que passa de largo aos olhos desses que dizem defender as causas da mulher. As mulheres realmente oprimidas não têm qualquer amparo dessas organizações não governamentais.

Em Punjab, aldeia no Paquistão, duas adolescentes cristãs foram estupradas por quatro muçulmanos armados. Sehrish de 16 anos e Farzana de 14 anos são cristãs e quando foram ao banheiro (nesses lugares as casas não têm banheiro, é normal banheiros público pra todos) elas foram raptadas pelos criminosos.

As meninas foram encontradas a quilômetros de distância da aldeia, inconscientes e estupradas. Elas foram levadas a um hospital e deram queixa na polícia; Muhammad Shabaz e mais três cúmplices levaram as adolescentes para um lugar deserto e cometeram o crime.

O pastor local chamado Razaq e as organizações para cristãos perseguidos estão dando a assistência necessária para as meninas e família que são muito pobres. A Associação Evangélica Paquistanesa está coletando doações para instalar um banheiro na casa das meninas que estão traumatizadas pelo abuso.

Segundo o relatório do Release International têm aumentado muito os casos de meninas atacadas no Paquistão: Meninas cristãs. Também está mais bárbaro os ataques aos cristãos em geral.

Recentemente também houve um caso de uma cristã de 14 anos que foi sequestrada, forçada a se converter ao Islã e se casar com o seu abusador. Cristãos e muçulmanos tentam negociar a devolução da menina, mais até agora sem sucesso.   

Nota-se que todos os casos de abusos contra as mulheres, contra os direitos femininos estão sendo cometidos pelos extremistas islâmicos. Escravas sexuais pelo Estado Islâmico, sequestro de meninas pelo Boko Haram, bombardeiam em escolas no Paquistão, apedrejamento na Síria e quais são as ações dos movimentos feministas?... Roubar o menino Jesus do presépio nua em Roma em forma de protesto! 


Fonte: SHARIA REVELADA

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

A RACIONALIDADE E A EXISTÊNCIA DE DEUS



É irracional acreditar em Deus? Muitas pessoas pensam que a fé e a razão são opostos; elas acreditam que a crença em Deus e o raciocínio lógico são como água e óleo. Elas estão erradas. A crença em Deus é muito mais racional do que o ateísmo.

A lógica pode mostrar que há um Deus. Se você olhar para o universo com o bom senso e uma mente aberta, você perceberá que ele está repleto das "digitais de Deus". Um bom lugar pra começar é com um argumento de Tomás de Aquino, o grande filósofo e teólogo do século 13. O argumento começa com a, não surpreendente, observação de que as coisas se movem.

Mas nada se movem sem razão. Algo deve causar esse movimento. E o que tenha causado esse movimento, deve ser causado por alguma outra coisa, e assim por diante. 

Mas esta cadeia causal não pode ir para trás eternamente. Ela deve ter um começo. Deve haver um motor imóvel para começar a todo o movimento do universo: Um primeiro dominó para começar toda a cadeia de movimento, uma vez que a matéria não vai se mover sozinha.

Uma objeção moderna a este argumento é que alguns movimentos na mecânica quântica (Decaimento Retroativo, por exemplo) não têm nenhuma causa discernível. Mas espere um segundo... Só porque os cientistas não veem uma causa, não significa que não exista nenhuma. Significa apenas que a ciência não descobriu ainda. Talvez algum dia descubram. Mas, então, terá que ter uma nova causa para explicar isso. E assim por diante.

Mas a ciência nunca vai encontrar a primeira causa. E isso não é um golpe na ciência. Significa simplesmente que a primeira causa está fora do alcance da ciência. Outra maneira de explicar esse argumento é que tudo o que começa deve ter uma causa. Nada pode vir do nada.

Então, se não há primeira causa, não pode haver segundas causas. Ou coisa alguma. Em outras palavras, se não houver um criador, não pode haver um universo.

Mas, e se o universo for infinitamente velho, você pode perguntar? Bem, todos os cientistas concordam que o universo não é infinitamente velho, e que teve um começo no Big Bang. Se o universo teve um começo, então ele não teria que existir. E as coisas que têm de existir, devem ter uma causa. A confirmação desse argumento da cosmologia do Big Bang.

Sabemos agora que toda a matéria, ou seja, todo o universo, passou a existir cerca de 13,7 bilhões de anos atrás e está se expandindo e esfriando desde então. Mais nenhum cientista duvida disso, mesmo de ter sido comprovado cientificamente, os ateus chamam isso de "criacionismo disfarçado".

Agora adicione essa premissa, uma segunda premissa muito lógica, o princípio da causalidade, que diz que nada começa sem uma causa adequada. E você chega a conclusão de que, já que houve um Big Bang, deve haver um "causador do Big Bang". 

Mas o "causador do Big Bang" é Deus? Por que ele não poderia ser apenas um outro universo? 

Porque a Teoria Geral da Relatividade de Einstein diz que todo o tempo é relativo a matéria, e uma vez que toda a matéria começou a 13,7 bilhões de anos atrás assim como o tempo. Não há tempo antes do Big Bang. Mesmo se houver tempo antes do Big Bang, mesmo se houver um multi-verso, ou seja, muitos universos com muitos Big Bangs, como diz a Teoria das Cordas é matematicamente possível, isso também deve ter um começo.

Um princípio absoluto é o que a maioria das pessoas entende por Deus. No entanto, alguns ateus acham a existência de um número infinito de outros universos mais racional do que a existência de um Criador.

Não importa que não há nenhuma evidência empírica de que qualquer um destes universos exista, muito mil ou um zilhão. A conclusão de que Deus existe não requer fé. O ateísmo requer fé. É preciso fé para acreditar que tudo vem do nada. É preciso apenas razão para acreditar que tudo vem de Deus.
  




EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

Fonte: PETER KREEFT

1. O ATEÍSMO MILITANTE
2. POR QUE O ATEÍSMO É TÃO COMUM NAS UNIVERSIDADES
3. EX-ATEUS NOTÁVEIS
4. PALAVRAS DE UM EX-ATEU
5. INDAGAÇÕES ATEÍSTAS (COM RESPOSTAS)
6. INTELECTUAL EX-ATEU LANÇA BÍBLIA DE ESTUDO
7. RESPOSTAS A UM ATEU
8. NÃO TENHO FÉ SUFICIENTE PRA SER ATEU - (O DARWIN E SUA "SANTÍSSIMA TRINDADE")

A PSICOSE COLETIVA DO RACISMO NOS EUA


Tudo o que você sabe sobre Michael Brown é uma mentira. A mídia, os políticos, os racialistas - todos eles lhe contaram a história do jovem inocente, do adolescente negro e desarmado, do "Gigante Gentil" assassinado a sangue frio por um policial branco cruel que representa o poder instalado do mal.

Al Sharpton, que é sempre o primeiro a aparecer em cena quando uma pessoa negra é morta por um branco - ou, no caso de "São Trayvon" [Martin] do "Abençoado Agasalho" com capuz, um hispânico branco descreveu Brown como um "Gigante Gentil", também.

Lá no Daily Kos, um escritor descreveu "São Michael" como um "cara grande que a família chamou de seu 'Gigante Gentil'... criado para ser um jogador de futebol - direto da central de elenco - mas Mike era tímido demais para o esporte. De acordo com amigos e familiares, ele nunca tinha participado de uma briga na vida."

CNN, The Daily Mail - todos eles o chamavam de "Gigante Gentil". E o homem que privou o mundo deste "Gigante Gentil" foi, é claro, o policial Darren Wilson.

Originalmente, foi-nos dito que Wilson atirou em Brown pelas costas, depois de parar o "Gigante Gentil" por andar no meio da rua - um comportamento que o presidente Obama viria a chamar de "andar como negro".

Supostamente, Wilson puxou o gigante de 1,98m e 131kg através da janela do motorista, mas Brown escapou e fugiu deste louco emissário de brutalidade policial. Wilson então supostamente atirou em Brown por trás enquanto ele fugia, ao que Brown virou-se, levantou as mãos em sinal universal de rendição, e pereceu numa saraivada de balas.

Aqui está a realidade: Tudo isso foi uma mentira.

A primeira rachadura no mito de "São Michael, 'Gigante Gentil'', veio na forma de um vídeo de segurança, gravado poucos minutos antes do confronto fatal com o policial Wilson (vídeo no fim do texto). 

De acordo com os relatos policiais, o "Gigante Gentil", que nunca tinha participado de uma briga e foi muito tímido para jogar futebol, segurou um pequeno atendente e empurrou-o contra um estante de produtos. Ele também roubou uma caixa de Swisher Sweets, que são charutos baratos.

A rachadura seguinte na história de "São Michael": O New York Times relatou que Michael Brown "não era um anjo". O relatório explicou que ele "se envolveu em drogas e álcool" - o que, presumivelmente, era o motivo para ele roubar uma caixa barata de Swisher Sweets da loja de conveniência, uma vez que esses charutos são rotineiramente usados para fumar maconha.

Na verdade, o organismo de Brown estava repleto de THC durante o incidente com o policial Wilson, revelou a autópsia.

A reportagem do New York Times também explicou que Brown havia "dado uma de rapper nos últimos meses, produzindo letras que eram contemplativas e vulgares." Aqui está uma amostra da música de "São Michael, selecionada pelo Gateway Pundit: "Minha parte favorita é quando esse corpo atinge o chão, eu me encharco deles como se estivesse torcendo uma esponja. Menospreze-me ou eu atiro em sua língua."

As palavras do "bem-aventurado santo". A mídia e os políticos chiaram histericamente quando essas informações começaram a manchar o altar iluminado que haviam construído para "São Michael" - só porque "São Michael" havia assaltado uma loja de conveniência, usado drogas, e editado alguns vídeos vis de rap não significa que ele mereceria ser fuzilado! O que, claro, era verdade.

Mas o resto do conto mítico do martírio de São Michael começou a cair aos pedaços, também. A versão do policial Wilson da história começou a ser divulgada em fogo lento: Após para Brown, disse Wilson, ele tentou sair de seu carro, Brown fechou a porta em cima dele, em seguida projetou a si próprio através da janela do motorista. Ele tentou pegar a arma de Wilson, ao que Wilson disparou a arma no veículo.

Brown correu. Wilson perseguiu. Brown então se virou e correu em direção a Wilson, ao que Wilson deu-lhe vários tiros. De acordo com o Washington Post, "mais do que meia-dúzia de testemunhas negras anônimas deram testemunho... que corrobora o relato de Wilson dos acontecimentos. A análise dos respingos de sangue, cápsulas e testes de balística também corroboram o relato de Wilson do tiroteio, disseram as fontes do Post."

Agora, um novo relatório da autópsia revelado pelo St. Louis Post-Dispatch - o mesmo jornal que originalmente chamou Brown de "Gigante Gentil" - mostrou que o corpo de Brown tinha uma "ferida de arranhadura" em seu polegar; a ferida continha matéria "consistente com os produtos que são descarregados a partir do cano de uma arma de fogo." Isso só pode acontecer de perto - tão perto, de fato, que não havia pontilhado algum: O padrão de pólvora que não vai aparecer a uma distância de uma polegada do cano da arma.

Em outras palavras, como disse a legista de San Francisco doutora Judy Melinek, "esse cara estava tentando alcançar a arma" a autópsia sustenta a briga no carro também - a pele de Brown foi encontrada no exterior do veículo. A CNN relata que o sangue de Michael Brown foi encontrado no uniforme, no carro de polícia e na arma de Wilson. A autópsia ainda mostra que Brown não foi atingido com as mãos para cima.

De acordo com o relatório da autópsia, o ferimento de bala no "braço direito superior dorsal" de "São Michael" demonstrou que a direção do tiro foi "ligeiramente para cima, para trás e para a esquerda". Isso significa, de acordo com Melinek, que o tiro "viajou da parte de trás do braço para o interior do braço, o que significa que as palmas das mãos de Brown não deveriam estar viradas para Wilson". 

A raiva continua, é claro, porque os fatos não importam quando mitos já criaram raízes. 

Benjamim Crump, o advogado da família Brown - ele também foi o advogado de Martin - disse que a "a família e os apoiadores não serão persuadidos pelas declarações do relatório de autópsia ou das testemunhas", de acordo com Washington Post. E, claro, os políticos locais prometeram que a prova não vai mudar coisa alguma.

Enquanto isso, os discípulos de Michael Brown prestam homenagem ao seu "Gigantismo Gentil" lutando para ver como capitalizar em cima de seu suposto martírio. A mãe de Michael Brown, Lesley McSpadden, supostamente entrou em uma briga com a avó e um primo quando ela os encontrou vendendo produtos Michael Brown. A briga terminou, aparentemente, com uma outra pessoa não identificada batendo no rosto do primo de Brown com um tubo ou uma vara, resultando em sua internação hospitalar. O suspeito então roubou uma caixa da cena cerca de  1.400 dólares.

Mas não importa - o legado de Michael Brown, o "Gigante Gentil", vai continuar. Outro mártir se juntou ao Testemunho Racial. Outra falsa marca negra nas forças policiais brancas racistas por toda a parte. E a construção agressiva da esquerda do mito de "São Michael" "Gigante Gentil" garante que mais jovens negros verão a polícia como inimigo, que os confrontos vão se multiplicar, e que a esquerda vai ter muitas outras oportunidades futuras para acrescentar ao seu cânone perverso. 


EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS


Fonte: BEN SHAPIRO

1. CHE GUEVARA, O RACISTA
2. OS PAÍSES MUÇULMANOS SÃO OS MAIS RACISTAS DO MUNDO
3. UMA FORMA MAIS EFICAZ DE GENOCÍDIO
4. CARACTERÍSTICAS SOCIAIS DE UMA NAÇÃO COM VALORES CRISTÃOS
5. CUBA ANTES DA REVOLUÇÃO COMUNISTA

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

DESERTOS EXISTENCIAIS



“Assim diz o Senhor: O povo que se livrou da espada logrou graça no deserto. Eu irei e darei descanso a Israel.” – Jeremias 31:2

As interpretações e analogias bíblicas com assuntos sobre deserto sempre aspira na alma da maioria dos cristãos o sentimento místico das experiências com Deus por meio do exílio, solidão, sofrimento e privações – ambiente e condições propícios para vivenciar o socorro, escape, livramento, proteção e revelação do Senhor.

Eu gosto do pensamento de que “o deserto é a escola de Deus” e de fato é; vemos isso em várias passagens bíblicas que não convém ao caso. Esse é um dos métodos de Deus para moldar, lapidar, fortalecer e amadurecer seus servos.

Grandes pensadores arrebanhavam públicos mas eram dados a solidão, muitos eram introspectivos e agudamente perceptíveis. Jesus ensinava multidões, mas se isolava para orar em lugares desertos de Israel, Maomé tinha o hábito de meditar em cavernas na Arábia, Zoroastro nas montanhas da Irã, o monge Pacômio nos desertos do Egito, São Bento nas fendas do Monte Cassino e etc. Deserto, caverna, montanha, solidão, contemplação são os ingredientes ideais para o surgimento de luzes e sabedoria.

Mas nem sempre o deserto tem toda essa conotação espiritualista; também é palco de sofrimento, angústia, falta de perspectiva, desorientação e perigos iminentes como no caso do profeta Elias que até desejou morrer. Muitas pessoas estão vivendo dessa forma, seja por fora no reino dos homens, seja por dentro no reino do seu Eu.

Cada vida é uma imensa história, e toda a história tem sua parte cheia de aflições e agruras. Trazem marcas, sequelas e consequências; mas também promovem o fortalecimento, a renovação e o crescimento individual dependendo de como a pessoa encara e enfrenta esses acontecimentos aparentemente negativos (dependendo de como a enxerga) da vida.

É claro que se pudesse, todo mundo afastaria os cálices no momento. Mas de acordo com o status quo do cosmos, qualquer movimento em direção ao Supremo Bem ou a sua própria felicidade de modo sadio acarretará em oposições, lutas e desafios com variações de graus e escalas. A ordem vigente é que quando você quer fazer o bem, o mal está contigo... ainda que todas as coisas possam cooperar para o bem.

Não dá para se desviar dos desertos da vida, mas é possível se munir de provisões e passar por ela (além de contar com a assistência de Deus); não dá para fugir dos problemas, porém é mais saudável e aconselhável enfrentá-los. A ótica com que encaramos o deserto é o que determina como e que de forma passaremos por ela: “Se te mostrares frouxo do dia da angústia, quão pequeno é a tua força!”

Poderá trazer sequelas, mas serão as marcas de Cristo em você; poderá acarretar em más consequências, mas a experiência significa que foste provado pelo fogo e saiu puro como o ouro. Aceitar o seu quinhão, se submeter ao beneplácito do Senhor e encarar com virilidade as dificuldades no deserto é a atitude de quem está indo bem na “escola de Deus”.


Para alguns o deserto existencial é árido demais, para outros nem tantos; para alguns é cheio de chacais e escorpiões no caminho, para outros aparece alguns oásis; alguns se perdem, outros se encontram. A travessia no deserto existencial seja qual tipo de deserto for é uma tarefa árdua, mas se conseguir colher frutos, esses será frutos eternos e imarcescíveis.

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

PENA DE MORTE PRA QUEM ENTRAR COM BÍBLIAS NA ARÁBIA SAUDITA


"Se os muçulmanos fossem verdadeiramente confiantes de que sua religião é verdadeira, eles não teriam medo de pessoas que leem a Bíblia", disse Joel Richardson, autor americano.

A perseguição religiosa na Arábia Saudita está entrando em nível mais intenso. O governo do país anunciou que a punição para o contrabando de Bíblias será a sentença de morte.

A informação foi divulgada por um relatório da Sociedade Missionária Clamor do Coração (em tradução livre), afirmando que a lei se estende para a importação de todas as drogas ilegais e "todas as publicações de quaisquer outras crenças religiosas que tragam prejuízo e não sejam Islâmicas."

A Arábia Saudita é o 6º país mais repressivo do mundo para os cristãos, de acordo com a classificação da perseguição religiosa desenvolvida pelo Ministério Portas Abertas, em 2014. Dos 14 países mais repressivos do mundo, 13 deles estão sob regime islâmico ou tem grande parte de seus territórios controlados por rebeldes muçulmanos. A Coréia do Norte é a única exceção, com sua ditadura comunista.

A prática de qualquer outra religião que não seja o Islã é proibida na Arábia Saudita, e a conversão a outra fé é punível com a morte. Crentes não muçulmanos correm o risco de morte por honra, se sua fé é descoberta. No entanto, um pequeno, mas um crescente número de muçulmanos estão se convertendo a Cristo e compartilhando sua fé através da internet ou televisão via satélite.

Joel Richardson, autor americano que têm explorado sobre o assunto, disse que o decreto é a prova de que o governo saudita tem medo do impacto do cristianismo. "Se os muçulmanos fossem verdadeiramente confiantes de que sua religião é verdadeira, eles não teriam medo de pessoas que leem a Bíblia", disse Richardson.

Em seu novo documentário, “End Times Eyewitness”, Richardson explora os recentes relatos de avivamento em vários países muçulmanos do Oriente Médio. "Nos últimos 10 anos, temos visto um dos movimentos cristãos que mais crescem no mundo acontecendo em países como o Irã, Egito e norte do Iraque”, disse.

"Se eles estão executando pessoas por causa do contrabando de Bíblias, então aí está o cumprimento de Apocalipse 6:9", disse Richardson.

“Quando ele abriu o quinto selo, vi debaixo do altar as almas daqueles que haviam sido mortos por causa da palavra de Deus e do testemunho que deram.”


Extraído do blog: MENSAGEM EDIFICANTE PARA A ALMA

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

O PERFIL PSICOLÓGICO DE ALGUNS TERRORISTAS


Achei interessante esse texto em um blog do site da Veja que aborda psicologicamente os aspectos de alguns terroristas. Nem todos são movidos pela religião, pelo imperialismo, pelo paraíso nem mesmo pelas virgens no harém celestial.

Vejam o texto na íntegra:

"O que move extremistas a se vestirem com explosivos e apartarem o detonador no meio de dezenas de crianças inocentes, como fizeram hoje numa escola do Paquistão?

Terroristas e vítimas parecem concordar com a resposta “religião + virgens”. O objetivo seria espalhar o Islã a qualquer custo e vingar-se do Ocidente, com o benefício adicional de passar a eternidade no paraíso na companhia de 72 jovens intocadas.

Para o psicólogo israelense Ariel Merari, que estuda o assunto há 30 anos, essa resposta não passa de um mito. Merari liderou o primeiro grupo de estudiosos com acesso a terroristas palestinos que tiveram o ataque suicida frustrado – ou porque o equipamento não funcionou ou porque foram presos antes de explodirem. Por meio de testes psicológicos e longas entrevistas, ele chegou a duas surpresas:

- A religião não é a principal motivação dos homens-bomba. Os terroristas que se dispuseram ao suicídio não eram mais religiosos que os não suicidas ou mesmo que a população palestina em geral. Oitenta por cento deles se disseram “moderadamente religiosos”. Eram também mais escolarizados e ricos que a média da população. Com idade entre 15 e 23 anos, 53% tinham completado o Ensino Médio ou começado a faculdade, enquanto só 33% dos terroristas não suicidas estavam nesse nível de escolarização. Para 60% dos homens-bomba, o ataque seria a primeira atividade violenta de resistência.

- Os homens-bomba não buscam vingança. Nenhum dos terroristas entrevistados por Merari revelou ter decidido se tornar homem-bomba para vingar a morte de um parente ou conhecido. Todos os entrevistados tinham a mãe viva; 94%, o pai. Só um terço deles lembrava de algum familiar distante morto nos conflitos com Israel.

Se não lutam por vingança nem por virgens no paraíso, o que, então, os homens-bomba querem? Para Merari, a maioria deles busca realizar um grande ato que possa compensar a falta de habilidade social. Os testes conduzidos pelo psicólogo mostraram que 60% dos terroristas suicidas tinham transtornos de personalidade dependente ou esquiva. É o perfil de quem tem pouca autoconfiança, timidez exagerada, dificuldade em tomar decisões, hipersensibilidade a culpa, necessidade extrema de aprovação dos outros, medo de rejeição e de expressar desacordo, e disposição a realizar tarefas só para agradar os demais.

Um caso exemplar é o de Hamed, preso aos 21 anos. Asmático desde os 10, durante a adolescência preferia ficar em casa vendo televisão que brincar com amigos. Nunca tinha se relacionado com mulheres. Conta o psicólogo:

Nos testes psicológicos, Hamed foi avaliado como uma personalidade esquiva. Ansioso, tímido e introvertido, tinha uma autoestima muito baixa, rigidez e necessidade de agradar os outros, ainda que sem competência social. Abstinha-se de relações social até ter certeza que seria bem-vindo.

No começo, quando perguntado o que o fez participar de missões suicidas, respondeu simplesmente ‘meu objetivo era ir para o paraíso e ficar com 72 virgens’ (apesar de ter se descrito como moderadamente religioso). Depois, no entanto, ele disse: ‘Eu também queria ser famoso, ser visto num pôster, e ajudar minha família a ter mais dinheiro’.

Esse perfil é uma presa fácil do fanatismo. Jovens carentes por pertencer à elite de um grupo social são mais leais, dedicados e dispostos a se sacrificar em nome do grupo. O ataque daria a eles o ingresso ao clube exclusivo dos heróis suicidas, compensando uma vida de fracassos sociais e pouca visibilidade. Mais que uma ideologia maluca, o que motiva os homens-bomba a cometer crimes tão absurdos é a necessidade de se sentirem especiais."

Fonte: VEJA

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS


terça-feira, 16 de dezembro de 2014

CRISTÃOS IRANIANOS SÃO SOLTOS DA PRISÃO


Matthias Haghnejad e Silas Rabani, cristãos iranianos que estavam presos tiveram suas penas de seis anos de prisão revogados. Eles eram acusados de crimes contra a segurança nacional (assim como são acusados todos os cristãos de lá), segundo as testemunhas do julgamento "esse veredicto parece não estar claro, mas por enquanto eles estão livres".

Os detalhes das acusações: Inimizade contra Deus, espalhar a corrupção na Terra e crimes contra a segurança nacional. Percebe-se que os países tomados por revolucionários vivem em constantes psicoses, onde qualquer movimento contrário ao regime representa terrorismo e ameaça em grande escala.

Há um terceiro cristão na história: Benham Irani que está junto aos outros dois no processo; esse continuará a ficar preso, havia uma ordem de transferência para a prisão ao sul da cidade, porém esta foi anulada. Ele continuará na prisão que fica perto da sua família; sua sentença não foi acrescentada, o qual falta apenas dois anos de reclusão.


Fonte: PERSECUTION

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

PASTOR BUTANÊS PEGA TRÊS ANOS DE PRISÃO POR MOSTRAR VÍDEOS CRISTÃOS


No post anterior explicitei o quanto pode haver enganos quanto as atitudes morais em alguns países como maioria budistas em sua política. Que, mesmo essa religião conhecida como pacifista e tolerante, ao misturar ideologia (que segundo Olavo de Carvalho significa a "prostituição da inteligência") pode se tornar tão nefasto como as ditaduras islâmicas que perseguem e matamos cristãos. O post é Butão: Uma ditadura budista.

Para se ter uma evidência dessa ditadura há o caso recente do pastor butanês Tandin Wangyal que foi sentenciado a três anos de prisão por mostrar vídeos cristãos para algumas pessoas. Para o magistrado butanês isso fere algumas leis de comunicação do reinado - a única monarquia budista do mundo.

Aparentemente o Supremo Tribunal desse país trabalha de forma correta, o problema é que a Constituição butanesa coloca os monge budistas e líderes espirituais acima da política deixando brechas legais até para perseguição. Por isso, se caso ele fosse absolvido, os tais recorreriam a outras instâncias até conseguir o seu intento até mesmo por pressão social pela sua influência.

O pastor recorreu da decisão, ma ainda está aguardando o processo.

Fonte: MNNO

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

BUTÃO: UMA DITADURA BUDISTA


É estranho esse termo "ditadura budista" haja vista ser o menos suspeito de regimes que tolhe liberdade. O budismo em tese não permite qualquer coisa desse tipo; aliás, nenhumas das ditaduras com fundamentos religiosos no mundo têm à ver com a religião em si: As ditaduras islâmicas não representam o verdadeiro Islã.

Mas no Butão, país do extremo oriente e que tem sua religião oficial o Budismo Tantra, tem todo o seu sistema político, jurídico e administrativo voltado a favorecer ao budismo e budistas e reprimir de várias formas fiéis de outras religiões.

Toda essa informação soa como estranho aos nossos ouvidos haja vida o budismo ser uma religião pacifista; a religião da paz de espírito, da pureza e não-violência... e de fato são.... pelo menos é somente esse lado do budismo que propagam para os ocidentais. Quando ideologias ou sistemas políticos instrumentalizam a religião para controle social ou para regimes de repressão a coisa não fica boa.

Já vi casos de grupos de budistas radicais perseguirem cristãos, ou movimentos radicais de budistas nacionalistas promoverem hostilidade a pessoas de outras religiões, mas no Butão é o primeiro em escala oficial - como regime de governo.

O Butão é um pequeno país, o único reino budista no mundo. Seu povo é composto de 84% de budistas, 11,8% de hindus e menos de 1% de cristãos. O budismo é apoiado e muito favorecio pelo governo tanto política quanto economicamente; o governo dá subsídios aos monges, mosteiros budistas, santuários. As instituições religiosas budistas e líderes espirituais são as pessoas mais influentes na sociedade.

De acordo com a Constituição do Butão artigo 3 declara: O budismo é a herança espiritual do Butão, que promove os princípios e os valores da paz, da não-violência, compaixão e tolerância. 

O último parágrafo da sub-seção 3 diz que as personalidades religiosas estão acima da política. Esta parte da Constituição permite que os monges e pessoas religiosas possam se opôr e até mesmo perseguir impunemente cristãos e outras minorias religiosas. Tanto que a conversão de budistas ao cristianismo é considerado crime no Butão, passível da pena de expulsão do país e perda dos direitos de cidadão butanês.

Grande parte do mundo pensa ser o o Butão o país mais feliz do mundo; alguns dizem ser a Suíça da Ásia e outros afirmam ser um vale mágico. No entanto, lá é considerado ilegal construir igrejas, expressar publicamente sua fé religiosa se não for o budismo. Os cristãos que lá habitam só estão autorizados a fazer suas orações e praticar sua fé dentro de suas casas... não muito diferente de países islâmicos.  

Países com maioria budista como Nepal, Sri-Lanka, Myanmar e Butão têm índices de perseguição aos cristãos em algumas áreas, e poucas organizações ocidentais estão trabalhando nesses lugares e angariar dados sobre intolerância ao cristianismo. Isso defasa a historicidade de perseguições em países budistas.

Assim como em países comunistas e islâmicos, muitos cristãos e muitas igrejas estão vulneráveis a algum tipo de perseguição ou cerceamento de liberdade religiosa. Há casos de perseguição física como já houve na Índia ou de prisão como do pastor butanês TandinWangyal por mostrar vídeos cristãos para outras pessoas.

Uma boa dica e nunca receber sem filtrar as informações quanto as boas propagandas das maravilhas em países budistas. Não se deve blindar moralmente só porquê os ideais do budismo são elevados humanamente falando; muitas vezes o âmbito popular não reflete aquilo que passa nas TV's e documentários. Todavia, também é fato e digno de nota, que os budistas também sofrem muito em países comunistas como a China e no Tibete nos dias de hoje assim como em Laos, Camboja e Vietnã; também foram genocidados no Afeganistão pelo Talibã e no Paquistão... são vítimas dos radicais islâmicos também.

Fonte: SHOEBAT

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS


COREIA DO NORTE: DETALHES DAS BRUTALIDADES DOS COMUNISTAS AOS CRISTÃOS

campo de concentração e trabalhos forçados (escravidão) na Coreia do Norte

Sem distinção de faixa etária ou sexo, o regime comunista  nortecoreano continua a maltratar e ferir todos os direitos humanos contra os cristãos. Milhares continuam a viver em campos de concentração sem assistência, sem os conteúdos básicos para a sobrevivência... são tratados piores que cães, só por serem cristãos.

Vejam as citações do ditador coreano: "As pessoas religiosas deveriam morrer para curar seu vício."

"Nós não podemos levar essas pessoas religiosas ativas ao longo de nossa marcha em direção a uma sociedade comunista. Portanto, temos tentado executar todos os líderes religiosos mais elevados do que um diácono na igrejas protestantes e católicas. Entre outras pessoas religiosamente ativas, aqueles considerados malignos foram todos colocados a julgamento. Entre os crentes religiosos comuns que se retrataram foram concedido empregos, enquanto àqueles que não se retrataram foram enviados aos campos de concentração."

"Todos são obrigados a aceitar o pensamento revolucionário do grande líder camarada Kim Jong Yung, e devem receber suas instruções como se fossem seu credo."

Um refugiado descreveu como ele e sua esposa se esconderam debaixo de um cobertor para cantar hinos, enquanto seu amigo foi levado para um dos campos de prisioneiros somente porque disse "graça" durante o jantar.

Em algumas propagandas da tirania mostra em desenho, um missionário americano envenenando um menino coreano.

E mais do que nunca a Coreia do Norte está sendo um estado policial e de vigilância no maior número possível dos seus cidadãos. O Comitê do Partido tem unidades de vigilância em muitas vizinhanças e todos são orientados a vigiarem alguns cristãos da área e observar aqueles que os visitam e mandar um relatório a cada 15 dias sobre as movimentações.

Nos campos de trabalho forçado (escravidão) há duas alas de prisioneiros: "Os religiosos e os inimigos políticos (anticomunistas) e todos saem de lá somente mortos" - disse Kim Sung-Min. Nesses campos os cristãos recebem tratamento rigorosíssimos como os daletes, a casta social mais baixa na antiga Índia.

Não há regras de tratamento quanto aos cristãos. Os guardas têm toda a liberdade para torturar e humilhar quem quer que seja. Por várias vezes uns guardas fizeram uma prisioneira lamber excrementos para humilhá-la e discipliná-la.

Jeon Young-Ok disse que os presos cristãos são brutalmente torturados e submetidos a vários tipos de privações - são negados comida e sono.

Seo Keum-Ok foi preso em 2009 por distribuir bíblias. Foi acusada de ser "espíã católica", com conexões aos EUA e Coreia do Sul; sofreu torturas indescritíveis e seu marido também foi preso e filhos desapareceram.

A cristã Ryi Hyuk-Ok foi executada por distribuir bíblias. Também tinha sido acusada de ser espiã católica. Toda a sua família: Pais, marido e filhos foram enviados aos campos de concentração.

Uma saída para muitas famílias não serem executadas ou presos é o divórcio obrigatório como tentativa para salvá-los. Disse uma coreana: "O juiz  perguntou a meu marido se ele queria o divórcio e ele acenou com a cabeça que sim... caso ele dissesse que não queria, o resto da família sofreria muito... meu marido só olhou para mim com lágrimas nos olhos."

Segundo o Centro de Dados de Direitos Humanos dos Norte Coreanos 99,7% dos entrevistados disseram que não há liberdade religiosa na Coreia do Norte. Também muitos depoimentos evidenciam que as vítimas eram 45,5% de protestantes, 0,2% de católicos, budista 1,3%, 1,7% sem religião e "outros" de 50,3%. Muitos são descobertos em suas tentativas de fugas, ou quando são repatriados à força pela China.

Vários são os métodos da matança. De fato, se trata de limpeza populacional na prática nessa ditadura. Antes a população nortecoreana havia 23% de cristãos, hoje são 0,8%... é verdadeiramente um genocídio religioso.

Que Deus tenha misericórdia da Coreia do Norte. Há muitos países islâmicos que estão enquadrados no ranking de países hostis ao evangelho, mas o que lidera há mais de uma década as perseguições aos cristãos é um país comunista. 

Percebe-se que a mesma paranoia de Stalin na antiga URSS também rege essa nação. A paranoia de que Os EUA e a Coreia do Sul tramam espionar esse país... e quem leva a conta são os cristãos cujo a única atividade é adorar a Deus.

Fonte: CALIFÓRNIA CATÓLIC DAILY

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

domingo, 14 de dezembro de 2014

CRISTÃOS FAZEM CULTOS DISFARÇADAMENTE EM PÚBLICO NOS PAÍSES DA ÁSIA CENTRAL

cristãos se fazem cultos secretos disfarçadamente em lugares públicos como nos cafés e restaurantes. 

Em alguns países onde são relativamente hostis ao cristianismo, principalmente manifestações extensas de cristãos fervorosos muitas igrejas se reúnem secretamente por medo de repressão. Porém um grupo de mulheres tomaram um caminho inverso que parece esta dando certo: Se reunir secretamente em público!

Eles se reúnem para orar, encorajar uns aos outros e compartilhando as Escrituras em lugares públicos como café, restaurantes à vista de todos (claro que de modo discreto). "É melhor para nós nos reunirmos em lugares público, como uma loja de café do que se reunir secretamente em um apartamento" disse a esposa de um pastor de uma "igreja secreta".

Em todos os países da Ásia Central a liberdade religiosa tem sido tolhido por muitas burocracias, partes advindas do antigo regime comunista soviético e parte fruto de um medo exacerbado do terrorismo islâmico. No afã de combater o extremismo vindos do Oriente Médio, acabam por combater também os moderados e outras religiões. Qualquer literatura ou grupos de células podem ser considerados como "grupos extremistas".

Essas igrejas contém algumas regrinhas internas para manter o grupo em segurança; rezam de olhos abertos e as bíblias em suas bolsas. São os lugares menos suspeitos para caçar "cristãos clandestinos"... bela ideia desses cristãos!


Fonte: WWM

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS


NIGÉRIA: MUÇULMANOS MATAM VIÚVA CRISTÃ ENQUANTO FAZIA OBRAS DE CARIDADE



A cristã nigeriana Jummai, de 63 anos, era viúva e dada as obras de assistência aos pobres, visitas aos enfermos nos hospitais, pregar as Escrituras e outras obras humanitárias aos mais desfavorecidos na Nigéria. É coisa bem comum as viúvas se apegarem fervorosamente nas obras de caridade.

Até que no 11 de dezembro essa rotina foi quebrada pelo grupo muçulmano terrorista Boko Haram (a educação ocidental é imoral) que tentam implantar a Sharia (ditadura islâmica) na Nigéria - um país bem dividido entre cristãos e muçulmanos com leve maioria cristã  que constituem 51,3% da população.

Enquanto ela esta perto do terminal de ônibus explodiu as bombas instalados pelos terroristas, porém ela sobreviveu. Logo após a explosão, num ação orquestrado, eles começaram a atirar nos civis da área tentando matar o máximo que conseguisse; nessas alvejadas Jummai foi atingida e dessa morreu. Até mesmo muçulmanos foram vítimas desses ataques, mas o alvo deles sempre são cristãos.

O Reverendo Musa Ishe disse que "os cristãos sempre viviam pacificamente com os muçulmanos da região " e lamenta a forma brutal que essa viúva morreu nas mão dos islâmicos. "Nós estamos perplexos que o Islã se tornou uma religião cujo os proponentes sentem prazer em matar cristãos sem provocação" disse o pastor.

O intuito de Boko Haram é usar a violência, o braço armado e o terror para desestabilizar o governo local defasando sua gestão. Claro que para todo o braço armado, há um braço político organizado e preparado para a tomada do poder.


Fonte: ESTRELA DA MANHÃ

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

SUDÃO: POLÍCIA ATACA IGREJA E PRENDE 38 CRISTÃOS


Em um país onde não há nenhuma liberdade religiosa (apenas a islâmica), onde o ditador instalou a versão rigorosa da Sharia (ditadura do Alcorão) é fato que minorias principalmente religiosas teem dificuldades de viver em todos os sentidos. Fica difícil o desenvolvimento social, cultural, educacional e político dos cristãos no Sudão que vivem sob a opressão de Bashir.

Pelo fato de ser um país fechado que permite poucos observadores de Direitos Humanos muitas coisas passam desapercebidos e muitas ilegalidades são encobertadas. 

Os cristãos no Sudão são minorias e de baixa classe que não recebem nenhuma assistência desse desgoverno. O ditador islâmico Bashir expressa claramente que promove a difusão e o favorecimento da cultura árabe-islâmica no país segundo as leis da Sharia. E em vários outros aspectos legais e jurídicos os cristãos são brutalmente desfavorecidos e desamparados.

Uma igreja foi invadida por policiais armados e com cassetetes e agrediram uma cristã e prenderam 38 cristãos. Não havia distinção, quem estivesse dentro da igreja sofreria agressões da polícia sudanesa. Essa ação diz respeito da possível manobra jurídica de propriedade cujo a igreja esta instalada.

Os investidores e proprietários das terras eram muçulmanos que alegaram haver contratos assinado dando legalidade da posse de tais terras para uso livre, até mesmo para demolir a igreja. Tudo indica que se trata de contrato ilegais mediante acordos secretos pois os líderes das igrejas perseguidas teem seus devidos documentos regularizados.

Como fica mais evidente as perseguições às comunidades cristãs no mundo, os algozes passam a agir em aparente legalidade através de conluios de várias formas. Muitas dessas têm alianças secretas com magistrados, empresários e até com o crime organizado; no caso do Sudão o artifício, além da própria Sharia, são a classe empresarial muçulmana e a polícia estatal.

Os tais cristãos já foram liberados mediante a pagamento de fiança de 250 dólares cada um.


Fonte: MS NEWS

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

sábado, 13 de dezembro de 2014

ESTADO ISLÂMICO DECAPITA 4 CRIANÇAS CRISTÃS POR SE RECUSAREM A SE CONVERTER AO ISLÃ


Segundo o padre Canon White os assassinatos acontecerem numa comunidade cristã perto de Bagdá que foi tomado pelo Estado Islâmico. Segundo o sacerdote (que é britânico mas mora no Iraque) O EI está perseguindo muitos cristãos fora do Iraque, matando em grandes números sem piedade, cortando seus filhos ao meio ou então cortam suas cabeças.

Os jihadistas chegaram a um homem e disseram: "Ou você diz as palavras de conversão ao Islã ou vamos matar seus filhos". O homem desesperado recitou as palavras, depois ligou para o Canon White mais desesperado ainda dizendo "Eu disse aquelas palavras, será que Jesus não me ama mais?" ao qual o padre disse ''Jesus ainda te ama, ele vai sempre te amar."

Não foi o mesmo com seus filhos. Os extremistas viraram-se para os filhos e mandaram se converter ao Islã... quatro dos meninos (TODOS MENORES DE 15 ANOS) se recusaram a recitar o Corão para se converter, disseram: "Não! nós amamos Jesus, temos sempre seguido e amado ele; Jesus sempre esteve com a gente."

Eles insistiram odiosos, porém as crianças resolutas e convictas não recuaram até que foram decapitadas. Mesmo assim o pai foi ameaçado, mas agora está vivendo em Israel por orientação do arcebispo de Canterbury.

O vídeo que divulga esta informação está nesse:


O mundo inteiro só ficou sabendo do genocídio aos judeus somente após o fim da Segunda Guerra quando publicaram os vídeos e documentos nazistas. Hoje o holocausto cristão no Oriente Médio e Norte da África está sendo divulgados em tempo real, publicado em muitos sites e blogs, e até com execuções em frente às câmeras. No primeiro a grande mídia era lenta e arcaica, mas o Ocidente era viril e respondia à altura; no segundo, a imprensa é dinâmica e moderna porém vemos um Ocidente frágil e inepto.


Fonte: SHARIA REVELADA

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

EX-LÉSBICA CLEICE BARBOZA



Tenho uma história de vida triste, vou expor aqui para glória do Senhor e falar o que Ele fez, faz e fará.

Me recordo que na minha infância foi lançado muita palavras de maldição na minha vida, da minha mãe e outras pessoas, me chamavam de macho e fêmea, moleque macho e fui abusada por vizinhos. Fui uma gravidez indesejada, ainda no ventre fui rejeitada pela minha mãe, não fui amada por ela, na minha casa tinha preferência de filho e eu sempre fui rejeitada, eu tenho certeza que foi ai que o demônio do homossexualismo colou em mim, essa decisão que eu tomei de entrar no mundo gay foi minha escolha.

Lembro que muito novinha olhava para as meninas e esse sentimento maligno foi despertado em mim. Tive muitos namoradinhos e até então não tinha me envolvido com mulher, e sempre aquela curiosidade. Com 16 anos fui seduzida por um tio (irmão da minha mãe) e minha vida estava desgraçada. Foi quando eu tive o encontro com Jesus, muito nova e sem experiência de vida, foi quando o inimigo usou uma mulher para me seduzir, e eu cair. fiquei 11 anos longe do Senhor, me envolvi com muitas mulheres e homens. O que era uma curiosidade, se tornou real. 

Entrei para o mundo gay, e não ficava sem uma mulher, o diabo sempre enviava e bebia muito. Algo dentro de mim não aceitava aquilo, creio que o Senhor me incomodava. Eu só andava bêbada pilotando moto, me recordo de uma dia, eu e a moça que eu tinha um relacionamento e uma amiga estávamos bebendo e a moça que tinha um relacionamento nos deixou na minha casa. E foi até a casa dela, eu e essa amiga tentamos sai de moto completamente alcoolizada, eu tentei ligar a moto e caia, como se algo não deixava saímos, foi assim três vezes e a moto caia. Hoje eu vejo que foi o Senhor nos livrando da morte, porque ele tinha e tem algo comigo, foi quando minha ex chegou, algo incomodou ela na casa dela e me tirou de cima da moto. Mesmo com a vida suja que eu vivia meu Pai cuidava de mim e me chamava, e eu amando as coisas do mundo, menos o Senhor. Que me amou desde o ventre da minha mãe, mesmo sendo rejeitada por ela, Ele me amou.

Eu fui escrava da musculação, era tudo para mim. E cada vez mais estava com o corpo masculinizado e afeição também, tomando anabolizantes. ( vocês vão vê as fotos) E nesse período eu já estava envolvida com outra garota e foi a pior situação para eu me libertar. Em 2007, cansada de tudo e infeliz, me reconciliei com o Senhor, me batizei e foi uma guerra no mundo espiritual. A garota morava comigo e eu não tocava mais nela, ela foi embora e eu fiquei na mesma casa, o inimigo se levantou de forma contra minha vida, ela tinha ido embora da cidade e voltou. E eu procurando me libertar do sentimento que eu tinha por ela, foi uma fase horrível, o inimigo usava ela para fazer eu pecar. E eu já estava fraca, queria me libertar e não estava conseguindo. Foi quando veio a ideia de eu vim morar no Distrito Federal em 2009, quando cheguei já sofrida e cansada da luta, fiquei um ano lutando. Eu queria do meu jeito e no meu tempo, e o Senhor não é servo, Ele é Senhor, na verdade não estava aceitando o tratamento e Deus, me afastei das promessas do Senhor na minha vida, dos meus sonhos. 

Fui para o mundo de novo, dessa vez eu quebrei tanto minha cara, foi pior que a primeira vez, vi coisas no homossexualismo que não tinha visto antes. Durante 4 anos, tudo dando errado para mim aqui, O Senhor fechou as portas, para que eu lembrasse Dele, me envolvi com mulheres que gostava de drogas, cheguei a experimentar, creio que foi a mão de Deus que não deixou que eu gostasse, bebia muito e tomava tranquilizantes, tentei suicídio para várias vezes e nada acontecia,( doses altas de tranquilizantes, água sanitária) o Senhor vinha me livrando da morte, me guardando. Por mais que eu estava sofrendo, Ele me guardou da morte. 

O sofrimento e o desespero era por causa da minhas escolhas, o pecado me afastou completamente de Deus. Eu sempre lembro de um acidente de carro que eu tive, foi tão grave, quem veio atrás pensou que tinha morrido todo mundo, o Senhor não permitiu que o inimigo levasse ninguém, mesmo na situação que estávamos, bebendo, no lesbianismo. Eu fui um instrumento nas mãos de satanás, vivendo com mulheres, e não respeitava nenhuma. É uma vida muito suja e vazia, Eu sempre pedia uma palavra para Deus no momento de desespero, umas das que Ele me deu foi em( Ezequiel 36: 26-38), uma palavra muito forte e se cumpriu o que Ele falou nessa palavra. O Espírito Santo sempre me mostrando as coisas, é assim que você quer viver? Está sofrendo porque você quer, Ele sempre dizia isso. E eu continuei na vida suja e o que eu não queria era compromisso com o Senhor, abrir mão dos meus pecados, esses que me levaram para o fundo do poço. A coisa foi piorando, o Senhor estava me pescando e eu revoltada com Ele, tudo e fechou, Ele tirou mulheres do meu caminho, sem emprego e eu sabia que era Ele trabalhando, tinha sonhos, tive um sonho que Ele dizia: Quando você desceu as águas, você fez uma aliança comigo. 

Um dia falei com minha irmã, quanto mais Ele me apertava eu não voltava, ela respondeu: Você tá desafiando Deus? Como pode o objeto brigar com seu Criador? Não tem como, eu sei que esse Deus me amou esse tempo todo, por Ele me amar tanto, me guardou, me livrou, cuidou de mim. Aqui no Distrito Federal até boate gay que eu nunca tinha ido, estava indo, lembro que a primeira vez que vi dois homens se beijando fiquei pasma, eu morava em interior e não via e nem andava com eles. Cheguei no desespero de vida, querendo ir até em casa de umbanda e o Senhor interferiu, o inimigo tentou de todas formas me tragar, quando Deus escolhe alguém, não adianta fugir Dele, Ele pega de volta. Eu falava me deixa em paz Deus, deixa eu viver minha vida, que vida eu estava vivendo, destruída e infeliz.

Deus nos ama tanto, mesmo eu vivendo na desobediência, Ele não desistiu de mim, louvado seja o nome do Senhor. E Ele usou de estratégia comigo e fui me envolvendo, e cada vez mais orava, até o dia que eu falei: Senhor me entrego a Ti, entrego a minha vida, cansei de brigar com Deus e viver suja. Foi tão lindo a presença do Espírito Santo me convencendo do pecado e me mostrando que eu precisava de Jesus para mudar minha história e me fazer uma mulher virtuosa, até a moral e o respeito que perdemos para sociedade, o Senhor devolve. Era apontava como a lésbica, e hoje todos me veem indo para igreja com a bíblia na mão, com o brilho de Jesus.

Tem quase 7 meses que estou vivendo uma vida digna com o Senhor, limpa e restaurada. Sei que ele vai fazer muito mais, e creio que esse é o tempo de Deus na minha vida, nem se eu quisesse me afastar, conseguiria. Ano passado fui em um culto com minha irmã, e uma mulher usada por Deus me chamou e disse: Deus manda te dizer que vai arrancar algo de dentro de você pela raiz, não dei muito crédito, eu sabia o que era e hoje eu vejo que se cumpriu. Estou com 36 anos, tanto tempo jogado fora no mundo de ilusão. Graças ao amor do Senhor pela minha vida, estou aqui viva e buscando uma vida de santidade. Para quem acha que não é possível se libertar, posso dizer que é possível com Jesus, se libertar de um desejo maligno, quem colocou foi o diabo, ninguém nasce gay, quem diz isso está se enganando, o Senhor fez macho e fêmea. A homossexualidade é uma praga que veio para destruir a humanidade, temos que amar sim as pessoas, concordar com as práticas não. 

Não vos conformei com as coisas desse mundo. Posso dizer o que eu vi e vivi nesse mundo gay, essa prática não é de Deus. Um dia estava no ônibus e pensando, nessas igrejas inclusas e o Espírito Santo me trouxe a memoria, essas pessoas que estão lá é para aliviar a consciência com Deus, mais lamento informar que continua no erro. Como pode um Deus que fala na sua palavra, porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda impiedade e injustiça dos homens que detém a verdade em injustiça( Romanos 1: 18-32). E diz que o diabo vem como anjo de luz, enganando muitos, se possível até os escolhidos. É o que está acontecendo nesse mundo, o que é certo é errado, e o errado tá certo. Hoje em Cristo o Senhor me deu oportunidade de conversar com minha mãe sobre o passado, da rejeição e graças a Deus foi tudo resolvido, para glória do Senhor. Estou vivendo um novo tempo de novo na minha vida. Louvado seja o nome do Senhor!!!!

Estou vivendo uma vida de santidade, buscando a cada dia a presença do Senhor e Ele tem operado na minha vida, uma presença que não se compara a nada que eu vivi no mundo, estou feliz, Ele é o mais precioso que tenho hoje, toda glória e honra ao meu Deus!

Cleice Barbosa

Extraído da página: EX-GAYS

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

MAIS MÁRTIRES NA NIGÉRIA E O CRESCIMENTO DO CALIFADO AFRICANO









Com a precária segurança que o governo nigeriano proporciona para os cristãos duramente perseguidos, cada vez mais cresce o poderio e o terror muçulmano do Boko Haram. Como se sabe, assim como o Estado Islâmico, eles desejam estabelecer uma Sharia - Lei Islâmica - se possível em toda a Nigéria, portanto, trata-se de um grupo revolucionário que não medirá esforços pra conseguir seu intento... por isso promovem uma "limpeza" religiosa no país.


Agora eles estão proclamando seu califado nas áreas que estão conquistando. No dia 03 de dezembro, após destruir várias igrejas e casas, assassinaram 11 cristãos e sequestraram 20 mulheres em uma área predominantemente cristã - Lassa.  

Em muitas cidades como Chibok, Shani e Askira-Uba muitos cristãos estão fugindo das invasões dos terroristas; muitos são forçados a abraçar o Islã presos ou executados. Já foi declarado como califado islâmico 3 cidades.


Segundo as testemunhas sobreviventes, onde eles chegam incendeiam tudo, derrubam igrejas, bombardeiam e dão tiros à esmo e executando muitos cristãos. Os números de mártires cristãos na Nigéria cresce de forma assustadora aos olhos de todos, e provavelmente pode ter ultrapassado a quantidade de martirizados na Síria e Iraque.


De fato, o que auxilia nesta questão, é um pouco da fusão entre criminalidade, aspiração religiosa e ideologia. O desejo de poder aliado aos preconceitos étnicos e religiosos causa síndrome de lúcifer nos militantes que se esvaziam de qualquer compaixão pela vida alheia, cuja a crueldade é fomentada pela "santa causa"; ou seja, se é pra agradar ao seu Deus não importa os meios.





Fonte: MORNING STAR NEWS



EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS