sábado, 15 de novembro de 2014

15 DE NOVEMBRO: UMA PAUSA PARA OS INFORMADOS, INTELIGENTES E INDEPENDENTES


Hoje, 15 de novembro de 2014, começa mais um evento de manifestação contra as irregularidades, corrupção e crimes contra a soberania nacional motivada, causada e arquitetada pelo Partido dos Trabalhadores.

É um movimento lícito e inteiramente natural diferentemente daqueles grupos que recebem dinheiro do próprio governo como MST, MTST, CUT, LGBTT e etc. Um fenômeno socialmente natural é quando os ideais são fomentados pelos próprios ideais e não com dinheiro e incentivo externo (na sua totalidade vindo de políticos).

É uma manifestação com objetividade. Todas as pautas das reivindicações levam a concordar que o impeachment de Dilma Roussef é justa e legal, haja vista, muitos crimes contra o Brasil: contratos ilegais que fazem repassar dinheiro público para a ditadura cubana, irregularidades do programa "mais médicos", o Foro de São Paulo dominando o Brasil (só isso já é caso pra impeachment pois uma nação soberana não deve se submeter a domínio estrangeiro)..além de uma enormidade de crimes no âmbito econômico, social, administrativo, governamental, diplomático... tudo o que fez o Brasil ter a "década perdida" com o triunfo do PT como sendo o mais corrupto de todos os tempos além de estar instaurando o regime comunista bolivariano gradativamente no Brasil.

De fato a oposição contra essa manifestação é das mais variadas, a mídia brasileira é hegemonicamente esquerdista, ou seja, colocará impressões erradas dessas manifestações ou inverdades de acordo com a realidade. Eles apoiam subliminarmente a ditadura achando serem "democráticos".

Cada vez mais os movimentos conservadores estão se unindo e se organizando, ajustando com mais pessoas de influência como Lobão, Danilo Gentili, Rachel Sheherazade, Olavo de Carvalho e uma leve aparição do líder evangélico Caio Fábio.

Pode acreditar que a imprensa de hoje irá dizer que estarão pedindo intervenção militar, isto não está no objetivo da manifestação. Segundo Olavo de Carvalho "enquanto não esgotar todos os meios de ação para combater não há por que intervenção". Porém é consenso entre todos que não apoiar uma intervenção.


Quanto ao quadro comparativo de manifestação de viés esquerdistas e conservadores, a imagem acima mostra a diferença de que quem é patriota e quem não, de quem apoia uma ditadura e o que não apoia, de quem é informado e de quem é idiota útil, de quem é independente e de quem recebe pra se manifestar... de quem pensa e de quem está no cabresto.


EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS


Nenhum comentário:

Postar um comentário