quinta-feira, 9 de outubro de 2014

TAL O PAI, TAL O MITO: O CLÃ POLÍTICO DA VIRILIDADE


"Mito", é assim que chamam Jair Bolsonaro nas páginas da internet. A coragem e destreza em denunciar a inversão que o politicamente correto causa nas escalas de valores e dos julgamentos, faz não só desse deputado reeleito, mas também dos seus filhos.

O Deputado conservador se reelegeu em primeiro lugar no Rio de Janeiro mostrando que, ainda que a grande mídia constrói uma imagem demoníaca de sua pessoa, nem todos são telespectadores passivos e domesticados para aceitar a hegemonia de esquerda nesse país.

Seus filhos: Flávio Bolsonaro foi reeleito, Eduardo Bolsonaro estreia como Deputado em (SP) e ainda tem Carlos Bolsonaro como vereador... enfim, é família modelo de coragem que não se dobra diante da patrulha que vigia opiniões e pensamentos; eles são os grandes resistentes da ditadura mental que o Brasil está passando.

O Congresso eleito é o mais conservador desde 1964. Segundo Antonio Queiroz (Diretor da Diap - Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar) "houve uma redução no número de parlamentares que defendia as pautas progressistas como casamento gay, aborto e etc ao passo que aumentou quem é contra.

Segundo o Gospel Prime é possível agora contar com mais de 60 deputados federais evangélicos que, como os Bolsonaros, apóiam as causas da família tradicional e os calores cristãos.

É para o desespero dos gayzistas, comunistas e abençoadores de bandidos o sucesso de votações! Todos os jargões de estigmatização jogados contra Bolsonaro de: Fascista, torturador, homofóbico, machista sairam pela culatra servindo de propaganda reversa.

Parabéns aos Bolsonaros! Se os meios de comunicação não refletem os anseios da população essa família representa - os anseios por tratar o marginal como merece, o cidadão de bem com dignidade, os corruptos como tais e soltando cobras e lagartos contra Cuba e os comunistas.

Segue um vídeo show do Mito para o "mimimi" dos esquerdalhas rsrs


EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário