quarta-feira, 1 de outubro de 2014

O BRASIL PÓS ELEIÇÃO



Esse foi o ano em que a emoção dos brasileiros se aflorara várias vezes e de diversas maneiras. Assuntos e eventos importantes pra essa nação tomaram páginas nos jornais ao redor mundo assim como no cotidiano de qualquer cidadão com o mínimo de informação.

Escândalos de corrupção na política, Copa do Mundo e seus questionáveis gastos, mortes e partos sem atendimentos dentro dos próprios hospitais, violência em escala de guerra civil e agora, o que está a chegar: as eleições.

Esse é outro evento nacional que mexe com maioria dos brasileiros; seja em um boteco ou nas universidades há debates, exposição de idéias e opiniões, suas críticas... todos nessa época viram cientistas políticos ou militantes – em sua farta maioria histéricos, irracionais e até masoquista.
Sempre que se trata de acontecimentos que influenciará toda a sociedade todos se sentem engajados pela “causa” em questão. Mas, e quando essa causa já é perdida?


O pior engano é quando duas mentiras lutam entre si pra ver quem “está com a verdade”. Não é fácil ter uma visão pessimista quando existe um sistema de hipnotização pra difundir esperança nos bem intencionados, porém desavisados. É bom e faz bem pra alma acreditar que tudo vai dar certo, porém é muito mais saudável agir de acordo com a realidade.

A quem desejam enganar? Os verdadeiros males não são combatidos. Assassinam quase 60.000 pessoas por ano e ainda continuam os “Direitos dos Manos” a ditar regras e punir injustamente policiais que reagem legalmente, querem legalizar as drogas transformando os traficantes em uma nova casta da sociedade, a vida sexual das pessoas é pauta nas maiores instâncias da política nacional enquanto a inflação está alta e com a economia em mau desempenho.

Se já não bastasse os temores internos, há a contínua quebra da soberania nacional através do Foro de São Paulo – eixo comunista que teve a enorme façanha de permanecer no anonimato enquanto tomava pouco a pouco alguns países da América do Sul e Caribe a fim de unificar em uma nova URSS. Se algum candidato quer realmente trabalhara favor da nação lute contra quem o quer destruir, não se oponha com aquilo que não oferece perigo!

"A próxima eleição tem três resultados possíveis: (a) Dilma presidente, o Foro de São Paulo vence; (b) Marina presidente, o Foro de São Paulo vence; (c) Aécio presidente, o Foro de São Paulo não perde." - Olavo de Carvalho



Enquanto o Brasil está sendo entregue a Cuba alguns candidatos a Presidência quer “combater” a homofobia (traduzindo: reprimir opiniões), ampliar as políticas sociais (ou seja, sustentar quem não atrapalha e pra isso precisa aumentar nossos impostos), implantar o ensino integral nas escolas (para o estado educar – quer dizer, doutrinar ideologicamente)... percebe-se como os alvos estão errados?

O nível da condição intelectual das pessoas que querem comandar o país e nos quais estamos condenados a suportar deu-se pra medir na posição dos presidenciáveis quanto às opiniões; lembrem-se, OPINIÕES do candidato Levi Fidélix quanto ao homossexualismo. Digam-me: Onde está o preconceito ou homofobia? Em quais das verdades ditas por ele está incutida o cacoete mental chamado de “crime de ódio” e seu mantra “incitação à violência”?

  • Disse que o órgão excretor não reproduz filhos
  •  Disse que essa minoria quer se impor contra a maioria
  •  Mencionou o tratamento psicológico a homossexuais (que é até uma coisa boa)
  •  Aprovou a atuação do Papa na expurgação de pedófilos (não houve a menção de homossexuais nesse momento, ainda que o mesmo tinha desejo por crianças do MESMO SEXO)   



Se por meras opiniões, as quais representam a maioria da população cristã conservadora, Levi está sendo atacado pela patrulha gayzista com o consentimento dos candidatos; o que será das liberdades de opinião, religiosa, expressão, imprensa?




Não, não tenho boas perspectivas para o Brasil que está por vir. Seja com a vitória de um ou do outro a mudança que vejo no país dos gados domesticados é apenas pra pior.



 EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS



Nenhum comentário:

Postar um comentário