segunda-feira, 27 de outubro de 2014

A REALIDADE CHINESA, A SITUAÇÃO DO TIBETE E O COMUNISMO NA PRÁTICA


Mais e mais é constatado que, o que move e guia as opiniões ou percepções mundial dos fatos não são a própria realidade concreta do fenômeno, mas sim, a imagem e sentido ideológico com que passam as informação a outros cantos do mundo - e isso quando passam.

Muitas coisas não são noticiadas no mundo e isso deixa a mercê da alienação na observação dos interessados em compreender o que se passa em países fechados. A China é um dos grandes exemplos mundiais como a Rússia, Coreia do Norte, Cuba e países inteiramente islâmicos.

Não só o jornalismo sadio e honesto foi tolhido da mídia globalizado mas também a historicidade de movimentos históricos que eram pra marcar e comover a humanidade assim como o Holocausto Judeu. Não está sendo assim com os tibetanos que gemem sobre o regime comunista chinês.

Assim como grande parte da historicidade desse regime, salvo boas exceções, a do Tibete também está sendo sistematicamente apagado os crimes contra os Direitos Humanos sem nenhuma reação ocidental a respeito.



Apesar da bandeira desse blog ser sempre sobre a perseguição cristã, é muito digno de nota e menção, a situação que se encontra o Tibete. A vida humana é respeitada por todas as religiões, mesmo as divergentes e apesar da imagem mística-romântica que os ocidentais tem desse país não é bem assim: A China povoou esse território deixando de propósito mais chineses que tibetanos - são quase 8 milhões de chineses para 6 milhões dos do próprio país. É um povo muito oprimido e que sofreu várias formas de flagelos. 

Em vários aspectos o Tibete é "digno" de ser vítima do comunismo: É extremamente religioso enquanto o comunismo chinês considera a religião uma doença que precisa ser "sarada", lá tem a maior reserva de Urano e outros minerais - ótimo para explorações.

A China fez o prisioneiro político mas novo do mundo: um menino de 5 anos! Foi preso pra não ser reconhecido por Dalai Lama como a reencarnação de seu segundo líder que têm o título de "Panchenlama". Aliás, um dado interessante é que o regime tibetano se trata da única teocracia do mundo - onde o chefe de estado é considerado divino (nos moldes deles). Dalai Lama é considerado pelos budistas a reencarnação do 13ª Lama, a manifestação do Bodhisattva (um iluminado que, ao invés de entrar no seu nirvana, preferiu servir a humanidade).

Hoje Dalai Lama está exilado na Índia com mais de 120.000 tibetanos desde a invasão e atrocidades cometido pelos comunistas. É preferível que seu líder esteja longe, porém vivo; pois para eles, enquanto Dalai Lama estiver vivo "ainda há esperança para o Tibete". 

Veja os reais números que a maior parte do mundo não conhece porquê a China não mostra:


  • 1.200.000 civis tibetanos foram exterminados
  • 130.000 monges presos, torturados e exlados
  • 6.000 monastérios budistas destruídos
  • 80% do território foi desflorestado
  • O solo tibetano é usado como um dos maiores cemitérios nucleares do mundo
  • Esterilização e aborto massivo das mulheres tibetanas
  • Sequestro e tortura de crianças
  • Perseguição ao budismo, língua e cultura
  • Há muito mais chineses do que tibetanos em sua própria terra
  • A cultura e o povo do Tibete estão desaparecendo
  • Inexistência de Direitos Humanos na China e no Tibet

Esse são os números do que é o comunismo; o mesmo comunismo que enterrava vivo pastores na China, o mesmo que enviou padres ortodoxos para os Gulags na Síbéria, o mesmo que colocaram mas de 50 mil cristãos em campos de concentração na Coreia do Norte.

O comunismo tem alergia a liberdade e a fé. A junção de um grande mercado controlado pela ditadura chinesa, mais uma política fechada ao resto do mundo que não permite a influência do Ocidente faz da China um país imune aos julgamentos do resto do mundo e das instituições de Direitos Humanos... condições perfeitas para um país genocida e para o desaparecimento de um povo tão pacífico como o Tibete.

Assistam o vídeo e vejam por si o que é a China, o que é o Tibete e analise o que é o comunismo posto em prática. (SE A QUALIDADE DO VÍDEO NÃO DER PARA LER A LEGENDA, CLIQUE NA ENGRENAGEM NO CANTO DIREITO DO VÍDEO E MELHORE)




Não se enganem, o Tibete ainda está sob repressão; segundo o monge do vídeo os ocidentais têm opiniões rasas e superficiais sobre o Tibete. Milhares de monges estão nesse momento encarcerados e cada vez há mais controle em todos os setores da sociedade tibetana.

Isso é o comunismo: Sinônimo de morte, flagelo e dor.


EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

3 comentários:

  1. Excelente texto mano! Parabéns.
    Meu Blog ... http://cezarcamargo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Cara estuda um pouco mais sobre o assunto,pois usar um banner com a foto do Pol Pot descrito comunista é um erro grotesco, recomendo a leitura Feudalismo amigável: O Mito do Tíbet (Por Michael Parenti) e leituras referente ao Papel Imperialista da China quando o presidente Carter foi lá. Depois de 1953 tanto a China como A URSS construiram seu caráter social imperialista. Vai na livraria e leia mais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado anônimo pela recomendação, não conhecia esse "O Mito do Tibet"; com certeza vou tentar ler.
      Mas esse texto foi em 2014, hoje penso de forma tão diferente que esses textos antigos seriam todos editados, pode acreditar!
      Abraços.

      Excluir