sexta-feira, 12 de setembro de 2014

OS “MIQUEIAS” DE HOJE



“Eu, porém, olharei para o Senhor e esperarei no Deus da minha salvação; o meu Deus me ouvirá”. – Miqueias 7:7

A vida é composta de situações que nos trazem conforto e também daqueles que nos trazem desconforto. Assim se resume a existência de cada um, com a diferença na variação do grau nos acontecimentos e seu impacto para o resto das nossas vidas.

No entanto, por mais que tenhamos consolo, refrigério e afago através da nossa relação com Deus não tem como negar que o mundo está ficando de cabeça pra baixo. Isso reflete diretamente nas nossas concepções atuais, abala com a incerteza de um mundo incerto e confuso que imprimem somente o caos de um cenário apocalíptico hollywoodiano.

Nunca em toda a história da humanidade as mensagens proféticas e escatológicas chegaram a ser contemporâneas – no sentido global – antes variavam de lugar pra lugar, hoje, as mensagens fazem eco em qualquer cidadão do planeta independente das condições e contextos do local.

Seja na Ucrânia com sua iminente guerra com a Rússia onde já houve muitos mortos e que deixa o Oriente e Ocidente em alerta, no Oriente Médio com o Estado Islâmico tomando o Iraque e genocidando os cristãos, o conflito de Israel com os terroristas do Hamas, a guerra civil na Síria que foi invadida pelos extremistas islâmicos que querem tomar o poder e promove mais morticínio de cristãos e muçulmanos nacionalistas, o crescimento do terrorismo nigeriano que estão eliminando cristãos e também querem o poder no Norte da Nigéria, as execuções de cristãos no regime comunista norte coreano, as prisões sem motivo evidente de cristãos na China Socialista, a islamização da Europa e o progressivo estrangulamento da religião cristã no velho mundo, a fala de liberdade e matança de estudantes na ditadura venezuelana, a corrupção moral como modo de governo no Brasil além de entregar sua soberania a Cuba através do Foro de São Paulo (organização criminosa criada por Lula e Fidel Castro)... deixando mencionar as milhares de coisas, ficam na conta os temores internos e seus impactos na Igreja de Cristo!

O estado de coisas do nosso tempo exige mais percepção espiritual dos servos de Deus; muitos não se dão conta de que é preciso remir o tempo porque os dias são maus (Efésios 5:16).
Mesmo com o mundo jazendo no maligno, com uma nova ordem emergindo das profundezas o que fortalecerá o povo de Deus são as mensagens de esperança. As palavras dos santos e dos profetas não têm falhado, antes tem se cumprido, estão se cumprindo e com absoluta certeza se cumprirão!

Até mesmo uma evidência menos ortodoxa prova que nenhuma vírgula da Palavra de Deus tem caído por terra: O mal está sendo exaltado como virtude em muitos lugares do mundo, a promiscuidade é senso comum em nossa sociedade, a fidelidade religiosa está sendo chamado de “fundamentalismo”, fantasias sexuais estão sendo chamado de “direitos humanos” e criminosos estão sendo chamado de “oprimidos”... tudo se encaixa perfeitamente com a cosmovisão bíblica da necessidade de redenção não só do gênero, mas também da ordem atual.

Nos tempos de Miqueias era assim. Apesar de ele ser um dos poucos profetas de condição humilde era um perfeito observador de seu tempo e a sua mensagem abrangeu acontecimentos universais. Seu tempo foi marcado pela crueldade e impiedade dos homens, ganância dos ricos e opressão dos pobres, ameaça de invasão em Jerusalém, corrupção moral e espiritual dos altos escalões do reino e a verdadeira adoração sempre negligenciada... alguma semelhança com hoje?

Em tempos de grande turbulência em todos os aspectos, onde não encontramos descanso nem nos nossos pensamentos, temos que fazer como esse profeta camponês: Ter consciência de que tudo o que está e passando será julgado, e logo, haverá a redenção completa para os filhos de Deus!

Essa mensagem mostra que, as estruturas dos governos, hierarquias e administrações sobre os homens sempre falham e falharão; mas o de Deus permanece para sempre! Foi Miqueias que profetizou o nascimento e ascensão de Nosso Senhor Jesus Cristo – o Rei que nunca será derrotado cujo governo não terá fim! O motivo da confiança e alegria dos que passam pelas tribulações terrenas.

De fato, quem tem uma inclinação escatológica de contemplar os fenômenos dos acontecimentos (como o autor desse texto tem) sempre terá aquele resquício de fatalismo na interpretação de tudo que envolve as mudanças drásticas desse mundo. Onde todas as coisas levam para o cumprimento dos desígnios divinos para a consumação dos séculos.

“Quanto mais às pessoas se desnorteiam em seus próprios caminhos, mas fica evidente a multiforme sabedoria de Deus.’’

“Quanto mais conscientização do perigo e ameaça, mais haverá o deleite de Deus em demonstrar seu livramento aos que confiam verdadeiramente. ’’

“Mais oportuna é a providência de Deus do que a confiança nos homens.”

Em um mundo que deseja conscientemente o abandono de Deus, há muitas pessoas que, como Miqueias, deseja a intervenção direta Daquele que rege todas as coisas.


EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

Um comentário:

  1. Oi Ezequiel, que texto perfeito,realmente não temos descanso nem em nossos pensamentos, e desejamos profundamente que Nosso Senhor e Salvador venha trazendo consigo o fim destas coisas que nos afligem o espírito, obrigada pela esperança amigo!

    ResponderExcluir