segunda-feira, 22 de setembro de 2014

MUÇULMANOS CORTAM SEIOS DE CRISTÃS SEQUESTRADAS


Mesmo com o Estado Islâmico ficando cada vez mais em evidência no mundo, suas ações mais hediondas e repugnantes não são inteiramente divulgadas colocando o teor moral do EI no seu devido lugar. Com dificuldade se ouviu falar das acusações de que eles enterram pessoas vivas  (ver aqui), demorou muito os relatos da venda de mulheres como escravas (ver aqui ), só começou a ficar em evidencia esse grupo jihadista após a decapitação dos jornalistas americano e britânico... quer dizer, os centenas de cristãos decapitados ficam em segundo plano !

Outras ações que quase não chegam aos nossos ouvidos são os variados tipos de torturas que eles fazem com as mulheres. Foi preciso a corajosa freira ortodoxa Hatune Dogan denunciarem as omissões e ineficiência dos meios de comunicação nas divulgações dos atos do Estado Islâmico.

"Os meios de comunicação cometem um grande erro. Eles não dizem totalmente a verdade. A Mídia tem grande dever de dizer os fatos concretos para que o americanos vejam o que está acontecendo realmente". 

                                                 freira ortodoxa irmã Hatune Dogan

A Irmã Hatune afirma que 200.000 pessoas estão sem instabilidade de moradia vivendo como refugiados. Muitos estão sendo abatidos, crucificados, sequestrados, estupradas etc. 

Como já é conhecido que as mulheres são vendidos como escravas, também eles agem no sistema de resgates com altas cobranças por vidas. Há casos de pessoas que oferecem valores pra resgatar mulheres como esposa, mas que na verdade o intento é libertar a vítima... tudo é válido pra salvar as mulheres. Mas muitas vezes, os terroristas não ficam satisfeitos com valores dados as moças então começam torturá-las cortando seus rostos.

Ela afirma ter vistos com os próprios olhos os extremistas cortando os seios de uma moça (como a foto acima). Também ela relatou que uma cristã jordaniana de 21 anos que era estuprada todos os dias durante a noite toda pelos bárbaros. A freira já atendeu 280 meninas.

"Agora é o Iraque, mas se não parar com isso, ele vai impactar todo o Oriente Médio, e depois todo o Ocidente". Pra ela, a mídia tem que manifestar repúdio sempre por esse atos malignos e ser a maior testemunha contra essas atrocidades dizendo sempre a verdade dos fatos.  

Fonte: SHARIA REVELADA

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS


Nenhum comentário:

Postar um comentário