quinta-feira, 4 de setembro de 2014

CAPITAL FINANCEIRO: O GRANDE SATÃ DE LUCIANA GENRO (PSOL) E SUA VIDA CONTRADITÓRIA


Já dizia Tomás de Aquino que "a repetição é a mãe dos estudantes"; quisera eu me referir ao debate presidencial que ocorreu na Band no dia 26 de agosto onde qualquer espectador e bom observador cansaria de ouvir as palavras "mudanças, reformas, PT, atual governo e vários blás" de todos os lados e para qualquer pergunta.

Porém não é esse tipo de repetição a que se refere o Doutor da Igreja. O que vimos no debate em questão foi apresentações para ganhar a alma do eleitorado, com palavras chaves para causar reações esperadas por meio da simpatia do público e não verdadeiramente um combate ideológico (com uma certa exceção do Pastor Everaldo que chamou Cuba de ditadura na cara da Dilma e apresentou uma visão mais liberal na economia... mas isso fica pra outra hora).

Houve figuras caricatas naquele debate que até viraram 'meme' nas redes sociais como Eduardo Jorge do PV, mas quem deveria mesmo tornar-se o "meme negro" da política nacional é a presidenciável Luciana Genro do (PSOL) com seu mantra quase hipnotizador chamado de "Capital Financeiro"; é a ela que se refere esse post.

Logo no início ela já destilou seu anticristianismo sob o manto de laicismo desconsiderando o presidenciável Pastor Everaldo (PSC) não chamando pelo título de pastor, pois ela não mistura política e religião.

Na pergunta inicial onde todos candidatos deveriam explanarem sobre o morticínio de 50.000 cidadãos por ano, ela aproveitou para propagandear seu ideal ao invés de se ater aos fatos... cada minuto para uma comunista é precioso para fazer sua imagem e destroçar os oponentes.

A todo o momento só se ouvia o maledito 'capital financeiro' fazendo-me até sonhar com o capitalismo norte-americano me engolindo, me explorando, sugando minhas forças de proletariado. Ela mostrou o seu intento: Que todos os candidatos estivessem a serviço do Capital Financeiro menos ela... será mesmo?

Vamos vasculhar sua vida já que se trata de uma pessoa pública:


  • Empresas (o tal capital financeiro) patrocinou o cursinho pré-vestibular de Luciana Genro. As empresas são: Icatu Seguros, Zaffari, Panvel, Multiplan (BarraShoppingSul) e Fecomércio... e ainda buscava mais 500 mil!
Abaixo está a capa da matéria com o título "Em nome do pai'' que se refere a seu pai Tarso Genro, cujo prestígio político fortalece a filha diante de empresários.


É bonito posar de comunista e declarar guerra contra o capitalismo enquanto toda a sua carreira e progressão política foi sustentada justamente por esse capital. Na realidade é uma coisa típica desse tipo de gente - usar o inimigo como instrumento pra chegar ao poder e, uma vez nele o submete deixando a seu serviço... vide a situação da China!




Durante o debate, a candidata Marina Silva (PSB) deu um chega pra lá nela dizendo "Estou cansada dessa esquerda que pensa ser a dona da verdade absoluta" - falou com suas razões. A tal ponto Luciana Genro pensar ser a portadora angelical da verdade superior para um Brasil sem explorações do Capital, que faz denúncias sem provar nada, mente e ainda afronta o magistrado! Isso vindo de uma pessoa que quer ser presidente da República!!!

Veja aqui: LUCIANA GENRO FAZ DENÚNCIAS SEM PROVAS CONTRA GOVERNADORA DO RIO GRANDE DO SUL E ABUSA DE SUA IMUNIDADE PARLAMENTAR

Sobre a afronta contra os juízes do TRE ela disse que a única vida inteligente foi o que votou a favor dela e ainda disse que não pedirá desculpas! - LUCIANA GENRO OFENDE JUÍZES DO TRE

Nesse link poderá ver o caso da denúncia de Luciana Genro de crime contra a honra. A ação é de reparação por danos morais onde ela se envolve num "Eixo do Mal" para derrubar a governadora Yeda Crusius (PSDB) com informações mentirosas - LER INTERROGATÓRIO QUE A POLÍCIA FEDERAL DESMENTE LUCIANA GENRO

Nesse link repletos de fontes confiáveis mostra claramente como Luciana usa o espaço público para interesses particulares e o envolvimento ideológico de seu cursinho confessado por ela mesma - LUCIANA GENRO RECEBE DINHEIRO DE GRANDES EMPRESAS E USA ESPAÇO PÚBLICO PARA SEUS PRÓPRIOS INTERESSES

Incrivelmente pessoas ideologicamente compromissadas com a farsa partidária conseguem se superar... foi ela que fez o movimento de lavar a rampa do Planalto do Congresso em 2005 para protestar contra o Mensalão, e também promoveu o movimento "Fora Yeda" sem provas cabais (o que poderia se caracterizar como micro-golpe comunista...ver link do interrogatório acima), organizou o movimento "Juntos.Org" (movimentos como esse que ela disse que foi ESPONTÂNEO)...Ora, só se for espontaneidade dela e do PSOL haja vista até as bandeiras nas passeatas delatarem isso,ver aqui - LUCIANA GENRO, A ORIGEM DOS DISTÚRBIOS EM SÃO PAULO.

Bom, é isso! Uma vida que delata crimes de corrupções, porém sua carreira está repleta disso; denuncia a exploração do capital financeiro, mas mama nas suas tetas para subir nas hierarquias do cenário político...demonizou tanto esse sistema econômico, mas sem ele nunca teria chegado onde está! Tenta ser a defensora dos homossexuais dizendo que morre 1 por dia, pra chamar o país de homofóbico, mas não fala como são essas mortes - se são por questões de gênero! Veja- A FRAUDE DA ESTATÍSTICA GAYZISTA.

O que se pode esperar de uma candidata cujo o partido político que tem como agenda política a cultura da morte, legalização das drogas, a sexualização nas escolas, a soltura de traficantes, o estrangulamento da economia, a proteção de bandidos "oprimidos pela sociedade" e o desarmamento da polícia? - vômitos marxistas.





EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS


4 comentários:

  1. Como é esclarecedor, indicarei para todos os meus amigos. ÓTIMO artigo este seu !
    Estou te seguindo, me faz um visita e se gostar segue o meu também :
    http://amelialuanasales.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Passando para agradecer sua visita e desejar um ótimo final de semana.
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  3. Parei de ler quando falou em impostos para cristãos. Igrejas não pagam impostos, e por isso existem tantas, por isso existem igrejas tão grandes, e ao invés de voltar o dinheiro que não gastam pagando os impostos que todos os outros pagam para ajudar os pobres, constroem mais e mais igrejas. Você fala em ditadura de Cuba, mas não fala da ditadura pela qual passam as pessoas que são oprimidas pelo Cristianismo - umbandistas que têm seus templos invadidos e destruídos, pastores chutando santas católicas (o Cristianismo vai contra o próprio Cristianismo!) em rede nacional, pastores mandando "sentar o pau" em homossexuais, ateus sendo considerados monstros, e sua igreja populada de ex-gays que querem pregar a opressão ao dizer que é possível mudar se você reprimir tudo o que define sua sexualidade e vida amorosa... Já dizia Goethe, "ninguém está mais desesperançosamente escravizado que aqueles que falsamente crêem estar livres". Recomendo que o senhor volte à sua pesquisa sem ser tendencioso para enxergar opressão onde não existe, e talvez enxergue muito sobre este mundo. Não me iludo nem por um segundo de que você fará isso, mas deveria. Como diria a própria Luciana Genro - e mais pesquisa, além de pensamento crítico, vai mudar sua opinião sobre ela - "se tu estudasse mais, saberia sobre o assunto".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, valeu pelo comentário apesar de ler parcialmente!
      Bom, você errou. A maioria dos comentários críticos que tive aqui no blog eu atento com a mente aberta pra ver onde erro e onde estou sendo, deveras tendencioso. Na verdade, agradeço pela dica, pois me lembro que nesse dia eu fiz esse artigo correndo devido ao pouco (como a maioria dos outros) depois de ter lido alguns textos internacionais, os quais, levam a crer (apenas especulação) que a ideologia da ex-candidata indica futuramente a tributação de igrejas cristãs como uma espécie de "regulamentação" dos movimentos religiosos. Passou desapercebido isso num ato falho - e isso foi concertado.

      Quanto as questões de opressão social e tal, daria até um debate saudável, mas com argumentos segundo nossas fontes, pois dá pra perceber nossa polaridade de posições políticas.Mas, na minha sinceridade, devo admitir que as coisas colocado por você aí concordo plenamente sobre esse sistema religioso que nada tem de evangelho.

      No demais, o restante do texto permanece como antes na minha posição sobre Luciana Genro.

      Abraço.

      Excluir