sexta-feira, 11 de julho de 2014

PASTOR É CONDENADO A 12 ANOS DE PRISÃO NA CHINA - CRIME: "REUNIR MULTIDÕES"


A limitada liberdade religiosa na China está se reduzindo mais, mesmo assim a igreja chinesa continua a crescer velozmente para o alarmismo do Partido Comunista Chinês que a qualquer custo deseja frear as influencias da cristandade por lá.

Segundo o Christian Today, um oficial comunista disse que o culto cristão tronou-se "demasiado excessiva" na China. Estima-se que haverá mais cristãos na China do que em qualquer lugar do mundo até 2030.

Crescimento esse que não é benéfico para o regime comunista, por isso, ou lutam contra a religião, ou tentam usar como ferramenta de manobra política. Isso a China já faz através da Igreja dos Três Poderes - igreja sob o comando do governo e que manipula a pregação do evangelho, inclusive excluiu alguns livros da Bíblia como o apocalipse por exemplo, além disso, o controle é tal que as outras igrejas tem que ser reconhecido e credenciado pelo Estado.

O enorme problema é quando algumas comunidades começa crescer e se expandir, então o governo usa de táticas pacíficas de perseguição; é o que está acontecendo com o pastor Zhang Shaojie da Igreja Cristã Nanle Couty que foi considerado culpado de "reunir multidões para perturbar a ordem pública" e de fraude.

O advogado disse que o pastor é alvo das autoridades que estão tentando controlar o crescimento das igrejas nas províncias... pois é... liberdade só de fachada não dá!

Fonte: CHRISTIAN HEADLINES

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

4 comentários:

  1. Os homens preocupam-se com o poder perseguindo os puros de coração.
    Deus nunca será vencido.

    ResponderExcluir
  2. Aquela colônia é uma ótima opção de presente. Se comprar para sua esposa tenho certeza de que ela vai amar! ;D

    Impressiona saber que lá na China isso é considerado um crime...

    Bom sábado, Ezequiel!

    Beijo! ^^

    ResponderExcluir
  3. mas em se falando de religião tudo pode acontecert saendo que lá só o comunismo dará certo.

    ResponderExcluir
  4. Acho um absurdo ainda existirem ditaduras desse tipo no mundo!

    ResponderExcluir