quinta-feira, 5 de junho de 2014

O “PROBLEMA” COM O APOCALIPSE



Há tempos atrás ouvi dizer que as pregações escatológicas não é um bom negócio para as igrejas devido ao fato de gerar pavor nos cristãos “aterrorizando” a igreja. Outro motivo dado foi na questão das intenções financeiras dos charlatões que enfatizam a teologia da prosperidade como força motriz de seu ministério, que, se colocassem em circulação nas suas igrejas as idéias de fins dos tempos, segunda vinda de Cristo, arrebatamento, juízo final trariam prejuízos a si pelo provável desapego material que seus fiéis teriam devido a importância de estar preparado para o iminente fim.

Também é notória na grande maioria das pessoas a desatenção na leitura de apocalipse ou até mesmo sua indiferença pela dificuldade de interpretação, simbolismos, tipologias e várias correntes de pensamento quanto aos fenômenos descrito nesse livro.

É verdade muitas dessas coisas, mas tratar essa carta escrita em Patmos, nem ao menos folhear, saborear os ensinos e exortações contidas nela pode ser um grande desperdício na sua contribuição da esperança futura. Pode ser muito cansativo pra quem não tem o hábito de estudar pelo fato do estudo de apocalipse exigir comparações com outros livros, comparações de doutrinas formadas em cima das revelações, superar controvérsias e outros conflitos; mas não recomendável deixar de lado esse livro tão precioso e mais atual do que o dia de amanhã!

Dizia Tomás de Aquino “A repetição é a mãe dos estudantes”, mesmo não entendo todas as coisas é interessante ler várias vezes livros para uma absorção das histórias nela, pois o processo de aprendizagem é um caminho complexo de várias vias, de variadas formas e não-linear, ou seja, você sempre voltará a tratar dos mesmos assuntos, porém, com desenvolvimento e enriquecimento pessoal no assunto que diz respeito ao nosso futuro.

No processo da minha conversão, quando eu estava na minha transição mundo-igreja, sem ninguém pedir, sem nenhuma motivação externa comecei a ler apocalipse pela simples curiosidade de relembrar as tantas coisas que ouvia nas igrejas nos anos 90 sobre o fim do mundo - nesse tempo as pregações escatológicas estavam em alta -, então lendo o apocalipse comecei a ficar vidrado com tantas coisas estranhas que iriam acontecer até que me prendeu por completo através da fissura e curiosidade de conhecer o fim e ao mesmo tempo de perceber a necessidade de eu me preparar. Foi uma experiência muito boa e contribuiu pra eu solidificar minha disciplina e temor a Deus!

Com a facilidade da internet para pesquisar e estudar escatologia de forma autodidata fica viável pra qualquer um chegar a uma boa compreensão desse livro tão fascinante.

Porém, com tristeza afirmo, que é grande o esfriamento da expectativa da volta de Cristo tanto nas pregações envolto do livro de apocalipse quanto no pensamento coletivo dos evangélicos... isso fica mais ridículo se interpretar o fato de que nos anos 90 os evangélicos eram fervorosos “apocaliptcamente”  só por estar vivendo no fim do século e milênio? E pior ainda, fomentado mantra lançado no nosso meio de que “1000 passarás e 2000 não chegarás? Uma verdadeira frase de efeito e engessamento para muitos no pensamento teológico das Escrituras. Uma tristeza na realidade dos evangélicos com falta de cultura sem conteúdo bíblico!

A impressão que tenho nos dias de hoje, 14 anos depois da “grande frustração”, ao verem que tudo não passou de um milenarismo barato com características cristãs, que o povo mesmo continuando a confiar nas Escrituras, aquietaram suas almas, se acalmaram quanto as catástrofes que virão, afrouxaram seus temores de ficarem para trás, perceberam que a vida é bela, que nem tudo é alarmismo, que é bom vigiar mas sem “bitolagem”, que Deus quer você viva o melhor dessa terra, que você nasceu pra vencer, que passar por tribulações é falta de fé, que você verá os filhos de seus filhos... Ainda que seja triste ver a realidade espiritual de muitos cristãos talvez seja esse o momento apropriado das cortinas se abrirem.

“Assim, vocês também precisam estar preparados, porque o Filho do homem virá numa hora em que vocês menos esperam." - Mateus 24: 44

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS


3 comentários:

  1. Muito bom!
    Meu amigo Ezequiel, o ser humano está impactado com as ilusões do mundo, estão pensando em estar bem, no agora, na diversão, na popularidade, na fama, nas oportunidades, nos prazeres, no "eu sou importante" e os assuntos relacionados ao futuro escatológico, perguntam: O que é isso? Preciso saber agora? A realidade é cega!
    Que possamos estar como as "prudentes" que mesmo estando cansadas, com sono, dormiram (todas), mas ao ouvirem ai vem o Noivo estavam com azeite reservado. Em grosso modo, pois esta passagem Bíblica tem muito a nos acrescentar e não pode ser tratava tão simplesmente, que estejamos em alerta aos acontecimentos e ao que a Bíblia revela.
    Meu irmão será num piscar de olhos, em um abrir e fechar; será como um relâmpago, rápido, forte e tremendo.

    Vigiai povo do Senhor!

    Um grande abraço do amigo em Cristo
    Pastor Ismael
    blog - "Aqui eu Aprendi!"

    ResponderExcluir
  2. Parabéns irmão Ezequiel, vamos continuar crendo e esperando, isso é um privilégio de poucos ... Maranata !

    ResponderExcluir
  3. meu irmão antes de me converter e saber que Cristo é a minha salvação, eu tinha minto medo sim não vou negar, eu não aceitava que as pessoas falassem sober tudo, pois para mim todos iriam morrer queioados. Mais agora irmão estou vendo tudo de outra maneira e de uma maneira sivilizada, porque estou lendo o Apocalopse, e graças a Deus e com as explicações do meu professor que é o meu Pr., consigo estrudar este livroe também interpretar, é isso que muitas pessoas estão necessitando, de alguém para sua orientação. Obrigada meu irmão adorei seu blog. O mais importante para nós crente é o saber da interpretação e também saber que tudo isso é simbólico.

    ResponderExcluir