terça-feira, 17 de junho de 2014

FUGINDO DA ESCRAVIDÃO MENTAL


Chega a ser assustador e ao mesmo tempo cômico o efeito anestésico na percepção geral dos brasileiros sobre os problemas do país. Como entender a fervorosa indignação coletiva contra a corrupção e, ao mesmo tempo, nenhuma reação popular diante dos 11% dos homicídios mundial cometidos só no Brasil? A preocupação exacerbada com o fenômeno chamado 'homofobia' sendo que os números reais mostram quase a inexistência desse tipo de crime? Ou em achar normal que pseudoeducadores queiram orientar sexualmente crianças que nem sabem o que significa isso?

Esse estupro psicológico feito no povo tem explicação e tem nome: Os "alienadores de opinião". Esses reduzem o impacto moral de crimes hediondos e as aumentam nos triviais causando inversão de paradigmas, também criam fantasmas de fobia nas minorias causando histeria social, e promovem a cultura da sexualização nas crianças para diluir as referências morais com o fim de obter resultados a longo prazo.


Para se refugiar da catástrofe intelectual tupiniquim é simples...basta desmerecer de forma justa profissionais do nype  de Ricardo Boechat, Rafinha Bastos e Marcelo Tas como verdadeiros comunicadores e passar a se nortear em pessoas que buscam compreender a realidade e não  transformá-la para uma nova era.

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário