segunda-feira, 5 de maio de 2014

FOCO DE PERSEGUIÇÃO CULTURAL NA ARGENTINA



A liberdade religiosa na Argentina pode começar a ser violada devido a uma lei provincial introduzida no estado de Córdoba que destina a "impedir manipulação psicológica e prestar assistência às vítimas dessa manipulação".

O país que já é conhecido pela luta do governo em restringir a liberdade de imprensa, agora, por meio sutis, com uma lei de caráter duvidoso, pode promover, de maneiras aparentemente pacíficos, mordaça em líderes cristãos.

"A lei é uma ameaça para toda a liberdade cristã na Argentina" - disse Marcelo Nieva de 34 anos de idade, pastor da Igreja Batista na cidade de Río Terceiro na Argentina. "No início, essa lei está afetando somente a nossa igreja, as pessoas não entendem o perigo e gravidade do problema. Nós sabemos pois estamos vivendo os efeitos dele."


Marcelo Nieva - pastor da Igreja Batista em Río terceiro

A lei 9891 nos termos do artigo 3 estabelece o impedimento de " técnicas de manipulação psicológica: [inclui] todas as organizações, associações ou movimentos que apresentam uma grande devoção ou dedicação a uma pessoa, ideia ou coisa, e que empregam, no seu recrutamento dinâmico ou doutrinação, técnicas de persuasão coercitiva que promovem a destruição da personalidade prévia."

Após a  introdução da lei, a igreja de Nieva começou a ser denunciado por políticos, pelos jornais e pela polícia de "seita controversa" e o pastor está recebendo ameaças de morte e já mudou várias vezes de endereço para proteger sua família.

E assim mais um país vizinho do Brasil começa a introduzir, por meio legais, um sentimento anticristão por meio de acusações injustas. Muitos podem até alegar igualdade na aplicação dessa lei...então por que os movimentos sociais que usam de falsas ideias de machismo (feminismo, abortismo), homofobia (LGBTT) e outros não são denunciados por difundir ideologias grupais para pressão social?

Fonte: WORLD WATCH MONITOR


EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS  


Um comentário:

  1. TEM MAIS EH QUE ACABAR COM TODAS AS RELIGIOES MESMO

    ResponderExcluir