terça-feira, 6 de maio de 2014

CARTA AOS CRISTÃOS DO ORIENTE MÉDIO


Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo que, com seu poder sustenta a Igreja na face da Terra ao longo dos séculos, e que com sua graça o fortifica em tempos tenebrosos.

É evidente que a Terra estaria fadada a sua própria destruição senão fosse a santíssima vontade do Eterno em cumprir os seus desígnios para determinados fins quanto a consumação dos séculos e o fim de todas as coisas. 

A natureza pecaminosa do ser humano pode alcançar níveis danosos para toda a natureza, fazendo com que o mal objetivo seja o sistema dominante capaz de dirigir o curso da História; no entanto, sabemos que o Arquiteto do universo tem todas as coisas submissas a sua vontade.

Também é claro que desde seu nascimento, a Igreja de Cristo nunca gozou de plena paz no conceito celestial da Palavra, haja vista, as palavras ditas pelo Mestre: "No mundo tereis aflições" ser uma realidade independente do tempo. E considerando que sois astros resplandescentes nesse mundo o qual jaz no maligno, é mister que todos que querem viver piamente em Cristo Jesus padecerão perseguições.

No entanto, é digno de menção a terrível situação em que se encontra os filhos de Deus no Oriente Médio e que se torna ferrenho anos após anos.



A grande força histórico-religiosa conhecida como islã que tem crescido em grande parte através da força da espada, tem sustentado a bandeira da violência e do assassínio por parte de seus extremistas para a implantação de um regime completamente fechado nos conceitos de sua religião a ponto de haver morticínio de cristãos desconsiderando que aí se trata da terra natal de sua fé.

A proporção está ficando tão gigantesca e cruenta que pode ultrapassar o genocídio dos judeus a 70 anos atrás! Nas areias do deserto e nas ruas do antigo mundo está as manchas de sangue daqueles que invocam ao Senhor e exercitam o amor ao próximo.

Mesmo com o gritante silêncio dos informadores ocidentais desses martírios, ainda sim consegue-se por meios alternativos, trazer ao conhecimento de muitos as aflições, injustiças e perseguições que assolam o seguidores de Cristo.

Diferentemente dos primeiros séculos, hoje algumas provas desses martírios são reproduzidos em recursos audiovisuais dando provas legítimas de que Satanás está agindo livremente entre vós e que deseja extinguir rapidamente os santos nessa parte do mundo... Os céus e a Terra são testemunhas de que esses crimes estão impunes assim como os acobertamentos dos grandes da Terra os quais se autointitulam guardiões da justiça, mas promovem o oposto usando o famigerado termo de "Direito Humanos".

Mas quero que saibais que há não poucos irmãos que sabem das vossas aflições e perdas; que oram constantemente pelos que estão nas masmorras, nas prisões, nos corredores da morte para que Deus em seu eterno poder os fortaleçam e prepare para as suas devidas porções - seja o livramento, seja a coroa do martírio.

Vossa perseverança e vossa coragem em suportar o fio da espada nos pescoços ou tiros nas frontes estão servindo para exemplo e vergonha de muitos dos servos de Deus que pensam ser o seu reino apenas comida e bebida ou uma efêmera prosperidade terrena.

Que a paz de Cristo seja com o vosso espírito agora até a Sua vinda. Amém.



"E clamavam com grande voz, dizendo: Até quando, ó verdadeiro e santo Dominador, não julgas e vingas o nosso sangue dos que habitam sobre a terra?" - Apocalipse 6:10


EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

5 comentários:

  1. "Eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do testemunho que deram; diante da morte, não amaram a própria vida". Ap 12:11.
    Muito triste ver nossos irmãos perderem suas vidas em virtude de um fanatismo tão violento... Deus console a família de Cristo. =\

    ResponderExcluir
  2. Eles podem até matar os mensageiros, mas não poderão matar a mensagem.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de Maio

    ResponderExcluir
  3. Impactante! ...Direitos Humanos! lamentável!

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente só nos resta orar pelos nossos irmãos e clamar como Habacuque: "Até quando, Senhor, clamarei eu, e Tu não me escutarás? Gritar-te-ei: Violência! E não salvarás?"- Hc 1.2). Ev. Alfredo Vieira - Alfredopam

    ResponderExcluir
  5. querido irmão Ezequiel, muita gente está com medo sem saber o que irá fazer em relação ao Apocalípse,, mas é natural que algumas sentem assim. Mas voltando ao seu blog, essa é uma coisa a qual já se passou no passado, estamos passando agora coisas mu8ito horrível, essas chacinas, queimando as pessoas até morrer e em oputros caso que eu comentei eles faziam isso e ficaram sorrindo e cantando., só nos resta é orar muito meu irmão e mais pelas crianças e os idosos que não conseguém correr dos confrontos.

    ResponderExcluir