sexta-feira, 14 de março de 2014

SALVE O ÁRTICO E DESTRUA SUA MORAL


Não sei qual o pensamento comum dos brasileiros a respeito desses que participam em manifestações, ou se têm um conceito definido do que seja verdadeiramente um "ativista"; mas eu digo: São vagabundos, pagos pra trazer (em sua grande parte) desordem, que lutam por causas antidemocráticas, por chamados direitos que não representam a maioria da população em seus países.

Ativismo não é profissão, não contribui em nada pra sociedade, não produz nada...somente uma coisa: Arruaça! Se não fosse rios de dinheiro de Ong's e frentes políticas seria difícil existir pessoas que "lutariam" por causas até mesmo inexistente (como o da foto por exemplo)

Um ativista pra ser realmente um ativista é necessário ter disposição (como dizia Marx - ser desligado dos meios de produção) para agir quando acionado. É preciso esvaziar toda a sua alma de conteúdo moral e espiritual pra defender causas que normalmente são contra o senso comum ou contra a ordem natural das coisas...por isso também que os tais não representam a opinião da maioria.

Considerando que o corpo, alma e espírito do ativista não pertence a ele mesmo, mas a ideólogos de plantão e engenheiros sociais, e normal que se renda a qualquer tipo de comportamento por mais que depravado que seja... até mesmo se prostituir!

Ana Paula Maciel do Greenpeace, que ficou presa na Rússia, receberá dinheiro para mostrar seu corpo na revista masculina Playboy. Chega a ser normal em um país em que a mulher é tratado como verdadeiro objeto de desejo e até de lucro, logo ser chamada pra mostrar seu órgão genital para milhões de pessoas. O que diriam as feministas que odeiam ser exploradas ou criticam os impulsos masculinos exacerbados, ou mesmo o capitalismo (vide Revista americana) ver uma ativista se entregar toda a sua intimidade para líbidos vorazes e uma cultura sexualizada?

Segundo ela: "... É uma oportunidade de as pessoas conhecerem meu lado feminino..." Se é necessário expor seu corpo pra mostrar sua feminilidade então o que falta pra ela é virtude, caráter e ser mulher de verdade pra realizar por completo um homem. Agora, se ela acha que satisfazer homem significa se masturbar vendo revista, então é cara dela mesmo - porque ativismo é isso -, histeria, comportamento alucinatórios, e interpretações que não representam a realidade.

Fonte: YAHOO

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário