segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

EXPECTATIVAS UTÓPICAS


Eu poderia associar as minhas inclinações pessimistas devido meu temperamento recatado e introvertido, assim como visões nebulosas do futuro vendo que o mundo caminha a passos largos para sua própria ruína. Para que isso aconteça nem é necessário haver guerras, fomes, pestes e toda sorte de mazelas; mas sim, o embelezamento da maldade, a exaltação da vigarice, a santificação das imundícias e a legitimação da mentira.

Confúcio dizia que o ser humano tinha que ter, entre outras virtudes essenciais, o amor ao próximo, Jesus o fez como mandamento primaz à todos os seus seguidores e os filósofos escolásticos o compreenderam como a base de toda civilização... no entanto, nesses últimos dias vemos, por continuidade histórica, o emergir de todo o seu contrário; isso já não são minhas percepções que sentem, mas a realidade pura.

Eu acredito que todos os desígnios Daquele que rege a História humana hão de se cumprir com todos os seus drásticos acontecimentos, fenômenos mundiais e alvoroços na ordem global. Ao considerar isso vejo que não devo negar a realidade nem me auto hipnotizar com mantras de um "mundo melhor" ou a balela de "sustentabilidade" quando vemos a criação divina suspirando pela sua redenção.

Porém, mesmo na minha pequena esfera de atuação social, me sinto na missão (e creio que todos os cristãos autênticos) de não ser um alarmista, mas de conscientizador; não um agente da melancolia, mas de esperança e boas novas, não de um fruto da sociedade dado aos pensamentos correntes, mas sim, de "luz do mundo e sal da terra".

Sem negar minha individualidade, meus reflexos quanto ao mundo, minha personalidade e concepções sobre o que nos rodeia farei o máximo para desenterrar os talentos que me foi dado e usá-las conforme minhas forças... não negarei a realidade nem o futuro escatológico que o mundo sem saber aguarda, mas também não negarei que há um Amor superior disposto a transformar "micro histórias" individuais e cumprir sua boa, perfeita e agradável vontade.

"Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo..." - Filipenses 2:15

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário