quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

LUTANDO CONTRA FANTASMAS INEXISTENTES



O Brasil é um país que luta contra uma homofobia inexistente; com esse jogo político, fazem leis que favorecem minorias, amordaça cultura religiosas e denigrem totalmente a democracia e liberdades de opinião. Criminalizam os evangélicos e católicos de promoverem a o preconceito e a violência; no entanto, nenhum homossexual foi morto por religiosos e sim, por próprios homossexuais.


Há uma frenesi constante por lobby político e por ativistas feministas para aprovarem o aborto com argumentos de "Meu corpo, minhas regras", "direitos da mulher" e contra "sociedade machista". Interessante que essa pressão vêm não das mulheres brasileiras, mas sim, de fundações internacionais que estão acima da soberania brasileira. O Brasil sendo esmagadoramente contra o aborto não é representado por pessoas que recebem rios de dinheiro para implantar a "cultura da morte" no Brasil.


Somente no Brasil - país onde não tem um partido de direita (engana-se que o PSDB é de direita) - dizem haver "extrema direita" quando há algum denúncia ou opinião desfavorável rolando na imprensa e grande mídia. Logicamente impossível com a hegemonia de esquerda e toda cultura e representantes conservadores sufocados haver ao menos uma 'direita nacional'... quanto mais grupos de "extrema direita".


É comum nas universidades, jornais e escolas a difusão de uma ideia de "imperialismo yanque'' como se os americanos estivesse dominando todo o cenário brasileiro... quanto mais em épocas de denúncias de espionagem americano. É verdade que há muitos casos de espionagem americana; mas, por que somente os americanos são denunciados e nada se fala da KGB (hoje FSB) russa que ultrapassa em números de agentes, de projetos e todo aparato de inteligência? Reclama-se de imperialismo por estar defasando as liberdades e soberania brasileira, no entanto os próprios brasileiros (aliás toda a esquerda) entregando o Brasil à entidade comunista chamado Foro de São Paulo, que por tabela, será subserviente a ditadura cubana. 

Todo o jogo de linguagens, falsificação da história e doutrinação aos incautos são mecanismos de inverter a realidade das coisas fazendo a cabeça de um povo sem cultura que, terá ideias mirabolante na cabeça; lutando contra problemas irreais, contra entes inexistentes e por causas impossíveis.

E o que acontecerá com os discordantes? Serão taxados de alienados ou de todos os estereótipos malignos para desmoralizar a imagem de quem emite opinião que "vão contra a corrente". Essa inversão de realidades começa nos discursos dos movimentos sociais que por sua vez, são dirigidos por mentores, engenheiros sociais e políticos a serviço de interesse espúrios os quais só sobrevivem e se desenvolvem através da mentira.

Existe outras mentiras com aspectos de verdade que paira e circula entre os brasileiros. Esse provinicianismo pobre está matando a capacidade analítica dos brasileiros diante da realidade concreta dos fatos e fenômenos mundiais... um povo altamente manipulável e suscetível a qualquer tipo de regime autocrático e totalitário.

É o caos da mentira, o império da hipnose coletiva e os últimos estágio de um país que nunca saiu da colonização e que hoje sobrevive com uma falsa democracia.

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

Um comentário:

  1. Oie!!Venho te visitar através da Agenda dos blogs.Já estou te seguindo,venha vc tbm.
    http://ateliekeithyteles.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir