sábado, 14 de dezembro de 2013

APRENDENDO A MORRER


" Salvai-vos desta geração perversa." - Atos 2:40.

Muitos dos nossos instintos - creio que a maioria deles -, se assemelha a dos animais; uma delas podemos mencionar: Rejeitar a dor e buscar o prazer! Nada de errado até aí. Mas quando poderemos saber quando tal prazer é benéfico, maléfico ou um empecilho na sua relação com o Eterno? Ou quando a questão de viver para Deus exige uma certa amputação moral ou comportamental que implica dores?

Penso eu, e muitas outras pessoas, que o sentido da vida - devido a porção diferente que Deus concede a cada um -, não se resume na mera felicidade terrena, no prazer em si, visto que a eternidade transcende tudo o que é de glamouroso nesta peregrinação; o que faz da realidade maior a vida futura no lugar desejado por nós cristãos - A Nova Jerusalém.

Sendo o 'logos' da vida não a satisfação apenas do Eu, buscamos, de forma excessiva a retidão e a excelência das virtudes que agradam não somente aos homens de boa vontade, mas a Deus que nos criou. Por isso, foge a conexão prazer-alegria, dor-sofrimento, paz-tranquilidade e morte-desespero... isso somente para o homem espiritual e os inclinados à busca da Verdade.

Somente com o auxílio/interferência de Deus na vida humana, mediante a iluminação do Espírito Santo que o prazer e alegria pode penetrar nos lugares mais ocultos e menos trabalhado nos recônditos do homem por situações que normalmente não geram essas reações e sentimentos.

Nisso é explicável e plausível o porquê de sentirmos prazer em sofrer pelo nome de Jesus,  sofrendo ao lutar contra nossas sombras e pecados pra agradar a Deus, pela esperança de nos revestir da incorruptibilidade prometida aos salvos em Cristo... eis o grande abismo de separação, grande e invisível, que nos separa dos animais! a consciência de que somos capazes de andar contra amaré desta geração perversa...perversidade tal que não sabemos quem é animal e quem imagem e semelhança de Deus!

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS 

2 comentários:

  1. Cara muito massa, que o Eterno Deus nos capacite a "morrer" todos os dias!

    Microscopicamente falando (Joao 3.30),

    pr. Walter Filho

    http://blogdowaltim.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá Ezequiel!

    Ótima reflexão, Deus continue abençoando!

    Ismael.

    CRISTIANISMO EM FOCO

    ResponderExcluir