quarta-feira, 4 de setembro de 2013

OS ''ILUSTRES'' ANTIJUDEUS


O preconceito contra judeus sempre percorreu por milênios de anos e tem alcançado as mentes de muitos personagens ilustres que ajudaram a fazer história, vejam alguns e se surpreendam:



VOLTAIRE: Escritor, ensaísta, polemista, iluminista e pensador. Ele e outros ajudaram a influenciar a Revolução Francesa. Em seu Dicionário Filosófico há muitas menções dos judeus como um povo bárbaro, sem cultura e inferior aos filisteus. Suas palavras: "Os judeus; esta nação é, em vários aspectos, a mais detestável que jamais sujou a Terra. "







  MONTESQUIEU: Também iluminista, deísta e político, uma de suas obras mais conhecidas "O Espírito das Leis" influenciou muitíssimo o cenário político ocidental. Em sua obra "Cartas Persas" de 1714 está escrito: "Tu me perguntas se há judeus na França? Sabe que em todos os lados onde há dinheiro há judeus. Tu me perguntas o que eles fazem lá? Precisamente o que eles fazem na Pérsia: Nada mais parece com um judeu da Ásia com um judeu da Europeu".




JULIO VERNE: O grande futurista Julio Verne, autor de "A Volta ao Mundo em 80 anos", "Vinte mil léguas submarinas'', "Viagem ao Centro da Terra" e muitos outros que mexeram com nossas imaginações também é anti judeu. Em "Chateau des Carpes'' disse: "Veremos pouco a pouco da raça nativa para a raça estrangeira sem ser reembolsado pelos seus avanços, os judeus tornaram-se proprietários das culturas lindas, hipotecadas em seu favor. E se a terra prometida já não se encontra na Judeia, talvez se encontra nos mapas de geografia das Transilvânia (Romênia).


 RICHARD NIXON: Presidente dos EUA em 1969 - 1974 : "Quero saber todas as áreas onde os judeus estão implicados. Os judeus estão estão em todos os lados do governo. E temos que ir nessas áreas e encontrar o homem que possa controlar essa situação e que não seja judeu, para patrulhar os judeus. Graças a Deus há exceções, mas não podemos ter confiança nesses bastardos."





NAPOLEÃO BONAPARTE: Disse na Sessão do Conselho de Estado, 30 de Abril de 1806: "O governo Frances não pode ver com indiferença uma nação degradante, degradada, capaz de todas as baixezas, ter exclusivamente os dois lindos departamentos da antiga Alsácia: ... É uma nação dentro de nação: eu queria remover, ao menos durante um tempo determinado, o direito de contrair hipotecas porque é humilhante demais para a nação francesa encontrar-se à merce da nação mais infame..."


Richard Wagner: Seu antissemitismo ecoou em suas obras, ele era o compositor favorito de Adolf Hitler. Muitos de seus textos atacavam e injuriavam os judeus.
Em 1881, ele publicou um ensaio que enaltecia o anti-semitismo político e classificava os judeus como "demônio responsável pela decadência humana".








EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS

3 comentários:

  1. Parece que os judeus foram e são um povo unido e trabalhador. Fazem inveja a muitos que vivem sem querer ter uma vida e uma economia organizada.
    Quando os judeus entram na economia dominam a sociedade e daí nascer o anti-judaísmo.
    Na actualidade andam por aí muitos judeus e associações bancárias a dominar os povos e os países da Europa e ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo Luís, a maioria das reivindicações contra eles é que, quando chegam, se sobrepõe aos nativos em várias áreas...nem todo a repulsa contra eles significava apenas por questões étnicas, mas como você mesmo disse: inveja.

      Ezequiel Domingues dos Santos

      Excluir
  2. " Os seres humanos são invejosos por natureza, isto é, se alegram com a fraqueza dos seus semelhantes e, ao contrário, se entristecem com as suas virtudes. É por isso que cada um se alegra mais com a contemplação de si mesmo, quando contempla em si mesmo qualquer coisa que pode negar aos outros. Ficará triste se suas ações, comparadas às dos outros, são de menor importância. Se esforçará para afastar esta tristeza, interpretando mal as ações dos outros ou ornando as suas o mais que puder."
    ESPINOSA

    ResponderExcluir