terça-feira, 10 de setembro de 2013

OBAMA NÃO TEM NENHUMA "LINHA VERMELHA" POR DECAPITAÇÕES, ESTUPRO DE MENINAS E MATANÇA DE CRISTÃOS



Linha Vermelha é um tratado internacional que visa impedir o uso de armas químicas em qualquer conflito seja qual for o país; maioria dos governos do mundo assinaram esse tratado.

O interessante dessa história, é que a ex-procuradora e agora investigadora das Nações Unidas Carl Del Ponte asseverou que as forças terroristas atuantes na Síria também usaram armas químicas no início deste ano, e isso foi ignorado por Barack Obama.

Percebe-se o enorme interesse e grande apoio que o presidente muçulmano enrustido dá não só para os rebeldes que estão destruindo a Síria, mas também, para grupos terroristas como a Al Qaeda (veja aqui); a tal ponto que, as minorias religiosas e civis pró-Assad estão se refugiando em áreas ainda controladas pelo governo preferindo a proteção das Forças Armadas da Síria do que  nas mãos dos intolerantes rebeldes que dizimam todo o tipo de oposição e implantam a Sharia no exato momento em que pisam nas províncias. 

Muitos grupos rebeldes são afiliados da Al Qaeda que tem um rico histórico de execuções cruéis de cristãos, jornalistas ocidentais, soldados americanos e todo tipo de "infiéis". Se conseguirem derrubar o governo atual, todas as minorias: Alauítas, sunitas, cristãos maronitas, protestantes, mulheres e outros grupos sofrerão de diversas formas a exemplo do Egito quando a Irmandade Muçulmana subiu ao poder (veja aqui).

Nunca houve tanta indisposição e displicência para com a mortandade de 105.000 cristãos por ano em países islâmicos, estupros em escala gigantesca, liberdade religiosa (do que resta) sendo minimizada. Obama afirmou "todo mundo ficou estarrecido com as imagens da Síria" e depois "nós temos que agir"... por que também não ficou estarrecido com a execução de cristãos como esse (veja todo o vídeo) para agora negociar, favorecer e subsidiar grupos mais tiranos ainda?

Afinal, de que lado o democrata está?

Fonte em inglês : ASSYRIAN INTERNATIONAL NEWS AGENCY

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS







Nenhum comentário:

Postar um comentário