terça-feira, 9 de abril de 2013

A CAUSA E OS PROTESTOS DOS ''ATIVÂNDALOS''

Ultimamente se tem visto muitas formas de protesto em todo mundo; várias comunidades e representantes de todos os seguimentos da sociedade estão se levantando para revindicar seus direitos de igualdade e reconhecimento diante da sociedade, também alguns lutam pela dissolução do que chamam de um regime opressor, desigual, arcaico e insustentável.

Esses alegam sofrer discriminações e querem a intervenção do governo em seu favor, se por um acaso o governo local não dá mínima pra isso, recorrem para a intervenção de estrangeiros para que haja pressão internacional.

As causas desses lobbies são muitas no mundo, os mais conhecidos são: grupos socialistas, feministas, homossexualistas, abortistas, islamitas (nesse muito mais político que popular), ateístas e muitos outros grupos que não tem visibilidade no conhecimento público ainda.

Essas forças sociais querem que a sociedade se adequam e moldem com sua presença na sociedade, pelo fato de eles fazerem parte da sociedade (óbvio dos óbvios) pagando seus impostos, elegendo e portanto, dignos de respeito.

Porém, as coisas estão tomando outras proporções de forma que já não estão distinguindo o que são protestos, badernarias, crimes contra a ordem pública, atentado ao pudor e etc. 

Quando Yoani Sánchez veio ao Brasil não teve sossego, onde ela esteve houve protestos, gritaria em meio as suas palestras não permitindo que continuasse. Os simpatizantes do socialismo a chamavam de mercenária, golpista, traidora e lançavam toda sorte de adjetivos a sua pessoa; apesar de não haver agressões físicas, não queriam deixar que ele exercesse o direito de se expressar; coisa típica do socialismo.



Na Europa já são conhecido essas imagens sem o menor pudor de protesto contra qualquer regime machista, autoritário, opressor em cima das mulheres. Não só isso, mas lutam contra a idiossincrassia masculina na sociedade em suas comparações entre homens e mulheres no quesito trabalho, liderança, indepedência, status social, ''direitos'' sexuais e etc. Ressaltando que esses grupos são subsídiados por ongs normalmente fora de suas jurisdições e que não refletem os anseios das mulheres locais, agora invadem locais religiosos na Europa, já serraram cruzes (depredação do patrimônio), entram sorrateiramente em eventos para causar alvoroço e mostrar os seios e chamar as atenções das câmeras e repórteres da mídia. Sem mencionar que se esse movimento tomar forma no Brasil já é um crime por si só de ''atentado ao pudor''; por incrível que pareça se chegar por aqui serão bem vindas pelo establishment.


Mundialmente, esse é a maior força de influência e quebra de sistema estabelecido. O islã, com o passar dos anos tem dominado politicamente e culturalmente a Europa de modo que as igrejas cristãs viraram museus, não se encontra símbolos cristãos em muitos lugares e a aceitação fervorosa da classe intelectual (alguns deles são convertidos) da cultura muçulmana. De todos os  movimentos sociais no mundo, o extremismo islâmico é infinitamente maior que todos em violência física: enquanto as forças culturais e políticas avançam na Europa e EUA o braço armado se encarregam de eliminar opositores de todas as formas: boicotes, criminações dos ''contras'', penas de mortes por blasfêmias, injustiças e opressão contra as mulheres e etc. Tão forte é esse lobby, que a ONU se cala diante dos genocídios que praticam nesse submundo e não fazem nada, exemplo disso é Sadam Husseim que matou mais de 300.000 iraquianos dava dinheiro do petróleo para a ONU, até que Bush decidiu fazer alguma coisa (contra a vontade dessa instituição) e descobriu esse genocídio feito pelo ditador contra cidadãos civis, inocentes e desarmados.


Esse é claramente uma estratégia mundial financiada por mega corporações - veja documentos que comprovam essa estratégia global - que aos poucos se alastram por cada país: começam por aprovar em casos de risco, depois até os três meses e depois a liberação total, no Brasil - onde qualquer coisa é aceito - o Conselho de Medicina já se manifestou a favor do aborto, contrariando a maioria da população e ferindo o juramento de Hipócrates (pai da medicina) de postergar o máximo possível a morte do paciente e se aliando a cultura da morte no Brasil.


Esse é o que mais move as opiniões no Brasil, o que traz mais audiência nos debates televisivos, que mexe com as emoções de todos os lados: o movimento homossexual. Enquanto nos EUA eles tem até uma força política considerável, no Brasil (o lobby, não os gays em geral) tem a hegemonia da classe falante, ''letrada'' e dos políticos. Talvez isso explique a grande tensão social entre os opositores desse movimento, principalmente os evangélicos sendo eles e outros conservadores no Brasil um boa parcela da população que discordam não só da prática mas também dos privilégios sociais que estão alegando que o governo está querendo dar a eles, haja atritos de todas as formas com os discordantes em maior evidência pública. Quando houve a ascensão de um conservador, cristão em algum cargo de presidente de comissão a pressão aumentou com alaridos, protestos e com a ajuda das celebridades assistencialistas vêm o avalanche de desmoralizações contra as opiniões e crenças do indivíduo que entrou no cargo, mesmo sendo a Constituição promover a liberdade de opinião e crença. Se fosse no âmbito dos protestos ainda vai, mas as coisas as vezes tomam outra forma quase chegando a violência física, leiam: 


O meu pensamento, como de qualquer outro é de nada justifica a violência, mesmo se fosse da parte dos conservadores e religiosos; se a situação fosse contrária, a reação da mídia com certeza seria outra assim como as reações das massas que atentam somente para o que veem na TV, vejam esse vídeo : Ativista gay faz apologia ao uso de armas dentro da câmara e chama evangélicos de ''desgraçados''.

O meu intento aqui não é menosprezar os que acham que estão lutando por uma nobre causa, mas observar muitas coisas desconexas que ocorrem nas decisões das autoridades, as anticonstitucionalidades cometidas nos governos e os efeitos no regime democrático como liberdade de opinião, crença e filosofia.

É interessante notar também, que todos os movimentos citados acima não entram com combates entre si em todo o planeta, seria isso uma mera coincidência ?

Ao fazer rastreamento de verbas da parte de ongs que sustem todos esses movimentos (exceto o islã), chegará nas origens as mesmas fundações globalistas que sempre lutaram para dissolver as soberanias dos países.

Se uma comunidade pede verbas para montar uma ong pró-vida, pró-família tradicional, pró-educação, pró-religião e pró-nacionalismo quase não sai dinheiro, e quando há excessões, vem naquelas aparências de caridade.

É verdade que todos têm o direito de protestar, criticar e reivindicar seus direitos; mas, não interessantes aos observadores, a crise de discernimento que está havendo em totalidade da população?

O que dizer de um país que faz maior alvoroço em questões em questões sexuais, enquanto dois dos maiores corruptos da história do Brasil estão pegando cargos públicos importantíssimos?

Há indignações maiores com questões econômicas do que com 50.000 mortes por ano no Brasil (maior do que em toda guerra do Iraque)?

Se preocupam mais com ''orientações sexuais'' dos alunos do que com os métodos pedagógicos que já se mostraram ineficazes?

Por essas e por outras, percebe-se que por trás de todos esses fenômenos sociais estão interesses políticos e até interesses multinacionais, ou então os valores estão extremamente trocados, quanto mais que essas forças não representam nem 10% da população.

EZEQUIEL DOMINGUES DOS SANTOS  

9 comentários:

  1. Retribuindo a visita, quero agradecer e parabenizar pelo seu blog, gostei dos assuntos abordados e aprendi coisas q nem sabia q ainda acontecia no mundo atual de hj. Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Retribuindo sua visita, vim conhecer o seu trabalho. Pena que você não prestou atenção sobre quem é a administradora do BLOG UMA VISÃO MISSIONÁRIA. Vi em seu comentário que postou como se o trabalho fosse pertencente ao pastor Nilton Cavalheiro, do meu post sobre a JOCUM. O que não procede! Mesmo assim, somos UM e o importante é que missionários sejam divulgados. Parabéns pelo seu blog.

    ResponderExcluir
  3. Shalom irmão Ezequiel,
    Obrigada pela visita... Que Deus abençoe o seu ministério e que ele seja sempre frutífero...
    Entrei como seguidora...
    Angela Caldas / Rede Missão

    http://redemissao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Excelente texto! Que Deus o continue abençoando mais e mais. Já estou seguindo esse abençoado blog.
    Abraço!!!

    ResponderExcluir
  5. Ola...
    muito boa sua postagem.
    Parabens.
    Foi muito bom passear por aqui.
    Agradeço seu comentaria , sua visita e sua carinha no meu blog.
    Deus continue te abençoando sempre.,

    ResponderExcluir
  6. Ola...
    muito boa sua postagem.
    Parabens.
    Foi muito bom passear por aqui.
    Agradeço seu comentaria , sua visita e sua carinha no meu blog.
    Deus continue te abençoando sempre.,

    ResponderExcluir
  7. Hey vi seu blog e gostei bastante :)
    *_*
    Já estou seguindo, vem me seguir também.
    Aguardo sua visita!

    Seu texto ficou excelente! Muito bom mesmo.

    Muito Obrigado, abraço.
    Lucas Farias
    http://apanhadordelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Ao passar pela net encontrei o seu blog, estive a ler algumas coisas e posso dizer que é um blog fantástico,
    com um bom conteúdo, dou-lhe os meus parabéns.
    Se desejar faça uma vista ao Peregrino e servo e deixe o seu comentário.
    Se desejar seguir, saiba que irei retribuir seguindo também o seu blog.
    Sou António Batalha, do Peregrino E Servo.

    ResponderExcluir
  9. Bom dia
    Agradeço a visita e o comentário em Lidacoelho. Agradeço ainda poder vir aqui ler-te e recordar algumas das tensões e lutas sociais.
    Este mundo e este tempo são de luta e de contestação. Parece que todos tem algum motivo para contestar. Chega-se ao cumulo de contestar por estarem bem e terem tudo. Casa, família, pão e paz, amigos e uma sociedade menos injusta...

    O que me assusta mesmo são as correntes ideológicas baseadas na opressão - islamismo. As pessoas vivem como máquinas comandada por uma doutrina que apenas protege os gestores...Não sabem o que é dizer não às ordens desses « iluminados?»

    O teu trabalho pode ser dividido em partes de modo que se possa ler e assimilar sem tentar falar de tudo de uma só vez.
    As pessoas hoje não querem textos grandes. Simples, directos e muito claros e que entrem no raciocínio geral.

    Envio um abraço e a sinceridade da minha amizade por todos.

    ResponderExcluir